Série Grandes Atrizes: Zezé Motta

Publicado em: 26/10/2021

Reprodução/Foto: Instagram @zezemotta

A SP Escola de Teatro segue em sua série de minibiografias de grandes atrizes da história.

Na lista, há importantes nomes, como Ruth de Souza, Fernanda Montenegro e Cacilda Becker.

Nesta terça-feira, 26, nossa homenageada é a atriz Zezé Motta; confira!

Zezé Motta:

A mais premiada atriz brasileira Zezé Motta nasceu no município de Campos dos Goytacazes, interior fluminense, em 1944.

Mudou-se junto com a família para a cidade do Rio de Janeiro em 1946, onde cresceu e estudou.

Antes de se tornar artista, trabalhava como operária em uma indústria farmacêutica e estudava em um curso de formação de professoras. Aos finais de semana, Zezé frequentava o curso de teatro no Tablado.

Série Grandes Atrizes: Fernanda Montenegro

Em 1968, estreou profissionalmente na montagem histórica Roda-viva dirigida por José Celso Martines Correa. Sequencialmente, integrou o elenco de Arena canta Zumbi, de Gianfrancesco Guarnieri e Augusto Boal, musicado por Edu Logo e dirigido por Augusto Boal; A vida escrachada, de Joana Martini e Baby Stompanato, de Bráulio Pedroso.

Na década de 1970, Zezé Motta iniciou sua carreira como cantora, lançando 3 LPs no período entre 1975 e 1979, e mais 3 nos anos 80.

Zezé é uma importante militante do Movimento Negro Unificado (MNU), grupo de ativismo político, cultural e social de relevante trajetória no âmbito do movimento negro no Brasil. Ela foi responsável pela denúncia de vários casos de racismo, e lutou inclusive, contra o silenciamento dos artistas negros no Brasil.

Série Grandes Atrizes: Cacilda Becker

Iniciou sua trajetória na sétima arte com o filme Cléo e Daniel, dirigido por Roberto Freire, em 1970. A partir desse momento seu trabalho no cinema não parou, a atriz participou de diversas produções cinematográficas, entre elas; Vai Trabalhar, Vagabundo!, Xica da Silva, produção dirigida por Cacá Diegues, Orfeu, dirigida por Cacá Diegues e Cronicamente Inviável, dirigida por Sérgio Bianchi.

Na televisão, Zezé foi responsável por muitos papéis de destaque, integrou a TV Tupi em 1968, por meio da telenovela Beto Rockfeller, e a Rede Globo, com Memorial de Maria Moura, A Próxima Vítima, Pacto de Sangue, Chiquinha Gonzaga, Esplendor e Pacto de Sangue.

Confira as 10 minibiografias da série Grandes Figurinistas da SP Escola de Teatro

Dentre as muitas indicações e prêmios recebidos pela atriz, podemos citar: Prêmio Coruja de Ouro de Cinema; Prêmio Governador do Estado de São Paulo; Grande Prêmio do Cinema Brasileiro; Troféu Raça Negra; Troféu Palmares; Festival de Cinema de Gramado, entre tantos outros.




Relacionadas:

Notícias | 27/ 11/ 2021

Agenda Cultural: as melhores dicas para o seu fim de semana!

SAIBA MAIS

Notícias | 26/ 11/ 2021

SP Escola de Teatro celebra 12 anos com nova iluminação na Unidade Roosevelt

SAIBA MAIS

Notícias | 26/ 11/ 2021

Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez lançam o livro Aurora, neste sábado (27), na SP Escola de Teatro

SAIBA MAIS