EN | ES

Em Cartaz

Além de funcionar como um espaço de formação nas artes do palco, a SP Escola de Teatro também recebe espetáculos e residências artísticas.

Acesse o espaço da SP Escola de Teatro no Sympla para ver os eventos com ingressos disponíveis no momento.

Confira as peças em cartaz na unidade Roosevelt da SP Escola de Teatro:

E Se Fosse Sempre Dia?

A turma do curso de Atuação (Módulo Azul) da SP Escola de Teatro estreia, a partir do dia 8 de Junho, na unidade Roosevelt da SPET,  o espetáculo “E se sempre fosse dia?”, com direção e dramaturgia de Morgana Olívia Manfrim, direção musical de Lari Finocchiaro e preparação corporal circense de Lui Castanho. Morgana é artista docente convidada neste semestre no curso de Atuação.

O espetáculo, criado colaborativamente entre os estudantes, a direção e o dramaturgista Augusto Nicoletti, parte de uma pergunta que funciona como disparador performativo de uma distopia: E se sempre fosse dia?

Nunca escurece, sempre claro, sempre branco. A obra apresenta um fim do mundo pelo intenso e quente sol mas como uma metáfora da branquitude no Brasil. Em cena, alguns personagens alegóricos convivem nessa distopia de uma “cegueira branca” que vêm contaminando os moradores de uma pequena cidade do interior.

Vaqueiros, peões, políticos e uma noiva apresentam a visão e as atitudes extremas que diversas classes reagem ao apocalipse branco. Venha rir, chorar e refletir com essa experiência cênica. Traga seu óculos de sol e se prepare para o fim do mundo com estilo!

Serviço

Espetáculo: “E Se Fosse Sempre dia?”
Onde: SP Escola de Teatro – Unidade Roosevelt –  Praça Franklin Roosevelt, 210 – Bela Vista, São Paulo – SP
Quando: De 8/6 a 30/6. Sábados às 20h e Domingos às 15h
Ingressos: Sympla da SP Escola de Teatro
Duração: 120 minutos
Gênero: teatro performativo
Classificação: 18 anos

Ficha técnica

Realização: SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco
Elenco: Avellon, Bruna Ribeiro, Daniela Serena, Danilo Narciso Neto, Débora Lima, Esther Queiroz, Fortes Silva, Iolanda Souza, Isabela Suckow, Joana Mocarzel, Júlia Brandão, Lari Finocchiaro, Luna Gandra, Miguel Silva, Pedro Pechefist, Rodrigo Medinilla, Sergio Gabriel, Suya Tatsuya Ito, Thainá Leão, Thiago Ribeiro e Valquíria Pimentel.
Direção, encenação e dramaturgia: Morgana Olívia Manfrim
Dramaturgia e dramaturgista: Augusto Nicoletti
Diálogo dramatúrgico: Jota Mombaça, Paul B. Preciado e José Saramago
Direção Musical, preparação vocal, sonoplastia: Lari Finocchiaro
Composições: Bruna Ribeiro, Lari Finocchiaro (exceto “Suçuarana” – Iara Ferreira)
Assistentes de corpo: Esther Queiroz, Júlia Brandão e Avellon
Preparador circense: Lui Castanho
Figurino e maquiagem: Suya Tatsuya Ito
Desenho de luz: Bianca Contin, Daniel Prata, Luna Bernardi
Operação de luz: Bianca Contin, Daniel Prata, Luna Bernardi
Cenógrafo: Matheus Muniz
Técnico de palco: Max Ruan
Assessoria de Mídia: Rodrigo Medinilla e Iolanda Souza
Design gráfico: Henrique Mello
Fotos e Vídeo: Clara Silva

Todo Chapéu Me Lembra Você

Thomaz, é um jovem rapaz de trinta e poucos anos que vive longe da vila onde nasceu buscando seus objetivos e sonhos, mesmo sem saber exatamente quais são eles. Mas seus planos são atravessados pela notícia de que o seu avô por parte de pai, o chapeleiro Domingos, com quem teve uma relação complicada no passado, está com um grave problema de saúde. Thomaz é obrigado a retornar à antiga vila para ajudá-lo e, além dos fantasmas de seu relacionamento com o avô, acaba se deparando com Otto, um homem de meia-idade que há muitos anos precisou se esconder do mundo na chapelaria de Domingos, e que tem muito mais em comum com o jovem do que eles dois podem imaginar.

Realizado através de Emenda Parlamentar pela Associação dos Artistas Amigos da Praça (ADAAP), gestora da SP Escola de Teatro, e produzido pela Viva Cultural, o projeto surgiu a partir da idealização de Theo Nogueira, juntamente com os produtores Leandro Luna e Priscilla Squeff.

Serviço

Espetáculo: “Todo Chapéu Me Lembra Você”
Onde: Centro Cultural da Diversidade (CCD) – Teatro Décio de Almeida Prado (R. Lopes Neto, 206 – Itaim Bibi)
Quando: De 17/5 a 16/6. Sextas e sábados às 20h, e domingos às 19h. (Não haverá sessões nos dias 31/5, 1/6 e 2/6)
Ingressos: gratuitos; na bilheteria 1h antes do espetáculo.
Duração: 75 minutos
Gênero: drama
Classificação: 12 anos

Ficha técnica

Texto e Direção: Vitor Rocha.
Elenco: Carmo Dalla Vecchia (Otto) e Theo Nogueira (Thomaz).
Assistente de Direção: Leandro Luna.
Assistente de Produção: Letícia Helena.
Operador de Luz e Som: Cleber Eli.
Contrarregra, Camarim e Maquiagem: Renato Valentte.
Preparadora de Elenco: Letícia Helena.
Foto: Caio Gallucci.
Concepção de Cenário e Figurinos: Kleber Montanheiro.
Assessoria Jurídica: Associação dos Artistas Amigos da Praça (ADAAP)
Assessoria de Imprensa: Beth Gallo e Thais Peres
Produtores: Leandro Luna e Priscilla Squeff.
Produção: VIVA Cultural.
Realização: Associação dos Artistas Amigos da Praça (ADAAP) e VIVA Cultural

"Todo Chapéu Me Lembra Você": produção da Adaap no Centro Cultural da Diversidade.

“Todo Chapéu Me Lembra Você”: produção da Adaap no Centro Cultural da Diversidade. | Foto: Comunicação Adaap