Série Grande Sonoplastas: Babaya Morais

Publicado em: 10/09/2021

Foto: Reprodução

A SP Escola de Teatro segue em sua série de minibiografias de grandes sonoplastas da história.

Na lista, há importantes nomes, como Paulo Herculano, Samuel Kerr e Tunica Teixeira.

Nesta sexta-feira, 10, nossa homenageada é a diretor musical, preparadora vocal e professora de canto Babaya Morais; confira!

Babaya Morais:

A cantora, professora de canto, preparadora vocal e diretora musical Babaya Morais nasceu em Carmo da Mata (MG), em 1951, enquanto seus pais que moravam em Cássia, também município mineiro, estavam viajando a trabalho.

De família de músicos, Babaya aos 7 anos já estudava violino e dava aulas de canto para crianças de seu grupo escolar.

Série Grandes Sonoplastas: Paulo Herculano

Aos 22 anos mudou-se para Belo Horizonte para estudar e trabalhar, iniciando sua formação na CEFART no Palácio das Artes, e no início da década de 1980, passou a dar aulas na Música de Minas Escola Livre, de Milton Nascimento e Wagner Tiso.

No início da década de 1990, fundou a primeira escola voltada exclusivamente para o aprimoramento do Canto Popular, a Babaya Casa de Canto, promovendo a formação de cantores amadores e profissionais, além de coordenar um grupo de estudos de Fisiologia da Voz, com uma equipe de professores de técnica vocal, fonoaudiólogos e otorrinolaringologistas.

Série Grandes Sonoplastas: Tunica Teixeira

No mesmo período, ela passou a ser conhecida em todo o Brasil por seus trabalhos como preparadora vocal em espetáculos do Grupo Galpão, ao lado de Gabriel Villela, Ernani Maletta e Fernando Muzzi, sendo indicada a dois prêmios pelas trilhas sonoras dos espetáculos “Gota d’água” e “Ópera do malandro”, ambos dirigidos por Villela.

Babaya foi responsável pela preparação vocal de muitos artistas, entre eles, Luiz Melo, Nena Inoue, Silvia Buarque, Adriana Esteves, Angelo Antonio, Nelson Xavier, Letícia Sabatella, Marco Nanini, Daniel Oliveira, Léo Pacheco e Cláudio Fontana, além de trabalhar ao lado de grandes diretores, como Márcio Aurélio, Aderbal Freire, Paulo José, Felipe Hirsch, Mauricio Vogue, Nina Rosa de Sá, entre outros.

Confira as 10 minibiografias da série Grandes Figurinistas da SP Escola de Teatro

Na televisão, trabalhou a prosódia e interpretação dos atores das novelas, “Liberdade Liberdade”, dirigida por Vinícius Coimbra, “Justiça”, dirigida por José Luiz Villamarim, e “Deus Salve o Rei” dirigida por Fabrício Lamberti.

Em 2000, gravou o álbum “De Vida e Canções”, com participação de Milton Nascimento e Wagner Tiso, e em 2002 o álbum “O Prazer da Voz Saudável”, álbum didático com técnicas de aquecimento e desaquecimento da voz.

Série Grande Iluminadores: Stanley McCandless

Foi por Amor, de Antonio Edson e Eduardo Moreira, dirigido por Antonio Edson, Corra Enquanto É Tempo, de Eid Ribeiro, dirigido por Eid Ribeiro, A Rua da Amargura, de Eduardo Garrido, dirigido por Gabriel Villela, Gota d´Água, de Chico Buarque e Paulo Pontes, dirigido por Gabriel Villela, O Inspetor Geral, de Nikolai Gogol, dirigido por Paulo José, e Leonce e Lena, de Georg Büchner, dirigido por Gabriel Villela, são alguns dos trabalhos realizados por essas grande artista




Relacionadas:

Notícias | 15/ 10/ 2021

Processo seletivo curso técnico: SP Escola de Teatro abre seleção para 80 vagas

SAIBA MAIS

Notícias | 15/ 10/ 2021

Série Grandes Atrizes: Cacilda Becker

SAIBA MAIS

Notícias | 15/ 10/ 2021

O aprendizado que pode modificar nossas condições temporárias ou Um viva aos nossos professores

SAIBA MAIS