Em Cartaz / EVENTOS PASSADOS

FILTRAR POR:
  • Todos
  • Sala Vange Leonel
  • Sala Alberto Guzik
  • Sala Antonio Pompêo
  • Sala Hilda Hilst

Sala Vange Leonel

DOC. A.A.A.

Uma reunião de Adictos de Afeto Anônimos, na qual os membros são livres para compartilhar o que sentem, em um ambiente sem julgamentos. Em comum, o que eles têm de mais humano são a dependência afetiva, a necessidade de ser amado e de amar, muitas vezes, sem limites. “Reconheça e acolha sua condição humana. Você não está sozinho. Venha fazer parte da nossa irmandade!”, dizem.

O espetáculo faz parte do projeto Antologia Documental, proposta artístico-pedagógica do  Núcleo de Artes Cênicas (Nac), que reúne obras teatrais baseadas em relatos colhidos a partir de entrevistas realizadas pelo próprio elenco.

Ficha técnica:
Com: Núcleo de Artes Cênicas (NAC) | Coordenação, concepção e direção: Lee Taylor | Diretor assistente: Hercules Morais |Assistência de direção: Elvis Törres | Elenco: Anderson Vianna, Flávia Meyer, Giovanna Siqueira, Livia Matuti, Paulo Victor Gandra, Rebeca Ristoff | Artistas-pedagogos: Lee Taylor, Hercules Morais, Gisele dos Reis | Fotos: Marcelo Villas Boas

Descasos Indeléveis

Descasos Indeléveis (Foto: Divulgação)

O espetáculo é uma narrativa das relações contemporâneas. Ciça e Nando vivem em cena os conflitos, inseguranças e incertezas de se relacionarem e viverem uma história juntos. Variando entre o mundo real e o virtual, a peça mostra o quanto a linha entre os dois mundos é tênue e como por vezes vivemos uma presença virtual, nos privando de uma presença concreta e efetiva.

Ficha técnica:
Texto: Ruy Jobim Neto | Direção: Terê Andrade | Assistência de direção: Andrei Rosental | Elenco: Domingas Santacruz e Marcio Marchetti | Produção: Domingas Santacruz e Marcio Marchetti | Iluminação: Agnaldo Nicoleti | Cenário e figurino: Bianca Di Priolo | Costureira: Silvana Carvalho | Sonoplastia: Andrei Rosental e Aline Prado | Comunicação digital e vídeo arte: Santo



Sala Alberto Guzik

Asas de Seda

Violência contra a mulher, padrões de beleza nocivos à autoestima feminina e questionamentos acerca da maternidade e do matrimônio são alguns dos temas levados para o palco da SP Escola de Teano no espetáculo “Asas de Seda”, do Coletivo Orna. Em cena, as temáticas surgem de maneira lúdica, inspirada no universo da contação de história.

Em cartaz até 9 de setembro, a montagem conta a história de uma jovem que busca um conserto para seu vestido de noiva, já às vésperas do casamento. Ao longo da busca, ela se depara com uma velha costureira misteriosa que oferece seus serviços em troca de histórias sobre mulheres passarinhas: Maria do Barro; Jacira, a filha da lua; e Sebastiana, a lavadeira. As histórias contadas confrontam a jovem sobre sua própria história.

Ficha técnica:
Dramaturgia: Luan Carvalho | Direção geral: Luiz Soares | Direção de produção: Isabel Hani | Cenografia e figurino: Rodrigo Alcântara | Iluminação: Junior Docini e Pedro Moura | Designer gráfico: Igor Teixeira | Técnicas de Palco: Edson Rocha e Liana Cunha | Operação de luz: Mij Acsanner | Assistência de produção: Diego Lucena | Canções: Luan Carvalho, Luiz Soares e Mariana Nunes | Arranjos e sonoplastia: Danilo Pique e Mariana Nunes | Elenco: André Bizorão, Janaína Maranhão, Juliana Pina, Letícia Tancredo, Lua Pires e Luan Carvalho | Assessoria de Imprensa: Fortan Comunicação.

História Natural do Amor

Em cena, o ator Guilherme Zanela propõe discussões sobre os perigos, tabus, impasses e questões que cercam as sexualidades não-hegemônicas no Brasil e no mundo. Uma reflexão do corpo sobre o que ainda quer e pode um corpo.

Ficha técnica

Direção, dramaturgia e dispositivo cênico: José Fernando Peixoto de Azevedo | Ator: Guilherme Zanela | Vídeo em cena: André Voulgaris | Musica em cena: Luca Grecco | Desenho de luz: Denilson Marques | Operadora de luz: Juliana Kovalenkinas | Colaboração em processo: Julio Arack | Produção: Corpo Rastreado e Berta Heller (EAD) | Realização: Escola de Arte Dramática – EAD/ECA-USP.



Não há eventos passados no momento!



Sala Hilda Hilst

Página em Branco

O espetáculo trata do questionamento existencial, vontades, anseios, medos, vícios e coragem! Retrata a história de Alice, que está dividida em quatro partes, mergulhada em seu universo de loucuras, medo e solidão. Ela se depara com uma cena de crime e ao mesmo tempo enfrenta uma batalha pessoal para finalmente libertar-se das amarras impostas pela sociedade. A proposta é o mergulho no universo feminino, onde um instante é um universo de acontecimentos.

Ficha técnica:
Direção: Coletivo Floresce Menina | Dramaturgia: Alexia Annes | Elenco: Alexia Annes, Analice Pierre, Letícia Andréa, Isabela Prado. | Elenco de apoio: Natália Codo, Amanda Matos e Bianca Stort. |Assistentes de produção e técnica: Giovanna Annes, Ana Livia Kanno e Gabriele Annes.

Bolhas

Na peça da Cia. do Sereno, mãe e filho se amam na mesma medida em que se machucam. Ela, pastora, de pensamento fundamentalista, e ele, filho único, homossexual, em processo de rompimento com a igreja. Não existe acordo. Vivem em cidades distintas há alguns anos e estão planejando um reencontro. As tensões e expectativas por esse momento se misturam a lembranças de sua conturbada relação. Em cena, ambos presentes, dialogam sem se comunicar.

A obra foi escrita em 2017, no Núcleo de Dramaturgia Sesi – British Council, ocasião em que ganhou a primeira direção de Vinícius Calderoni. Desde então, o texto tem passado por um longo processo de reescrita.

Ficha técnica:
Direção e dramaturgia: Haroldo França | Assistência de direção e preparação corporal: Valéria Lima | Elenco: Adriane Henderson e Pablo Azevedo | Produção: Haroldo França | Sonoplastia e operação de som: Valéria Lima | Figurino e maquiagem: Pablo Azevedo e Valéria Lima | Light designer: Giu Valentim | Operação de luz: Nicholas Duran | Assessoria de imprensa: Bruno Motta e Verônica Domingues (Agência Fática)



Nossa programação também está no SP Estado da Cultura, ferramenta disponibilizada pelo Governo do Estado de São Paulo com os eventos de todos os equipamentos culturais do estado.

Agenda Seta Seta

 

O site da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco está sob licença Creative Commons. A cópia e a reprodução de seu conteúdo são autorizadas para uso não-comercial, desde que citado o devido crédito ao site, aos autores e fotógrafos. Não estão incluídas nessa licença obras de terceiros.

Para reprodução com outros fins, entre em contato com a Escola.

Assisdesign