Série Grandes Atrizes: Dulcina de Moraes

Foto: Arquivo Nacional

A SP Escola de Teatro segue em sua série de minibiografias de grandes atrizes da história.

Na lista, há importantes nomes, como Ruth de Souza, Fernanda Montenegro e Cacilda Becker.

Nesta quinta-feira, 25, nossa homenageada é a atriz Dulcina de Moraes; confira!

Dulcina de Moraes:

Considerada uma das grandes damas do teatro nacional, a atriz Dulcina de Moraes nasceu em Valença, no Rio de Janeiro, em 1908.

Filha dos atores Conchita e Átila de Moraes, desde criança já participava de espetáculos de teatro na companhia Mambembe dirigida pelos pais.

Série Grandes Atrizes: Bibi Ferreira

Na década de 1920 assinou seu primeiro contrato com a Companhia Brasileira de Comédia, e aos dezessete anos começou a trabalhar com Leopoldo Fróes, importante nome da cena teatral no início do século XX.

Ao lado de seu parceiro, o também ator, Odilon Azevedo, fundou a companhia Dulcina-Odilon em 1934, mesmo ano em que protagonizou o espetáculo Amor, de Oduvaldo Vianna, contracenando com Alberto Dumont, Aristóteles Pena, Augusto Baroni e seu marido.

A companhia Dulcina-Odilon foi responsável pelas primeiras montagens de autores famosos como Bodas de Sangue, de Federico García Lorca, César e Cleópatra, Santa Joana e Pigmaleão, de Bernard Shaw e Anfitrião 38, de Jean Giraudoux.

Série Grandes Atrizes: Ruth de Souza

Dulcina desde o início da carreira já se destacava como atriz, chamando a atenção do público e críticos da época, além de ser responsável por influenciar o mundo da moda com seu jeito de se vestir.

Em 1955, a artista criou a Fundação Brasileira de Teatro.

Na década de 1980, inaugurou o Teatro Dulcina de Moraes e a Faculdade de Artes Dulcina de Moraes em Brasília, na qual passou a se dedicar exclusivamente a dar aulas de teatro.

Com mais de uma centena de trabalhos como atriz, Dulcina também foi diretora e produtora, além de trabalhar em produções cinematográficas e integrar o Grande Teatro Tupi na década de 1950.

Série Grandes Atrizes: Ruth de Souza

O inspetor Geral, de Nikolai Gogol, dirigido por Benedito Corsi; A Ópera dos Três Vinténs, de Bertolt Brecht e Kurt Weill; O Noviço, de Martins Pena e O Auto da Compadecida, de Ariano Suassuna, ambos dirigidos por ela, são alguns dos muitos trabalhos de sucesso realizados por Dulcina de Moraes, um dos maiores nomes do teatro brasileiro.




Posts Archives

Série Grandes Atrizes: Dulcina de Moraes

Posted on

A SP Escola de Teatro segue em sua série de minibiografias de grandes atrizes da história. Na lista, há importantes nomes, como Ruth de…

Read more

Série Grandes Atrizes: Zezeh Barbosa

Posted on

A SP Escola de Teatro segue em sua série de minibiografias de grandes atrizes da história. Na lista, há importantes nomes, como Ruth de…

Read more