Peça Psicose 4h48 encerra Mostra Aldir Blanc na SP com texto sobre depressão de Sarah Kane

Publicado em: 27/05/2021

A peça derradeira da 1ª Mostra Aldir Blanc na SP Escola de Teatro é Psicose 4h48, último texto da prestigiada dramaturga Sarah Kane, encenado pela Cia.Stavis-Damaceno, de Curitiba (Paraná). Desde sua estreia, em 2004, o espetáculo realizou mais de 300 apresentações em todas as regiões do país.

Representante da dramaturgia inglesa contemporânea, Sarah Kane tornou-se conhecida pelo modo como a sua carreira começou, com a extraordinária polêmica que provocou sua peça de estréia, Blasted, e pelo modo como terminou: com seu suicídio e a encenação póstuma de sua quinta e última peça, Psicose 4h48.

Durante toda a sua curta vida, Kane foi atormentada por acessos depressivos. A cada nova ocorrência esses acessos foram gradativamente levando-a a um processo de suicídio que teve fim em 1999, aos 28 anos de idade. A experiência desses episódios e os tratamentos médicos a que teve que se submeter formaram a matéria-prima para a construção deste seu último texto.

Discorrendo sobre a doença e suas diversas consequências – em caso extremo, o suicídio – a peça apresenta um texto fragmentado, não linear, permeando entre o dramático, o lírico e o narrativo. “A peça se passa mais na mente da protagonista do que no consultório psiquiátrico que remete a cenografia. E isso influi nessa linguagem de devaneios que buscamos dar à encenação”.

“Psicose 4h48 é um texto que pretende dar forma a algo que não tem forma, que são nossos pensamentos. Tivemos que estruturar a montagem somente na musicalidade e no ritmo das palavras, devido a não existência de trama, enredo, história e outros elementos característicos de uma dramaturgia convencional” – conta Damaceno.

Cena de Psicose 4h48.Foto: Elenize Dezgenisk

O trabalho foi desenvolvido priorizando o tratamento do texto nas vozes dos atores como forma de não espetacularizar o tema, focando a atenção no texto da Sarah Kane e na atuação da Rosana Stavis, ganhadora do Troféu Gralha Azul por esta atuação e freqüentemente apontada pela crítica especializada e profissionais diversos como uma das melhores atrizes do teatro brasileiro atual.

Em uma de suas últimas entrevistas, Sarah Kane disse que sua próxima peça seria sobre depressão psicótica e sobre o que acontece à mente de uma pessoa quando desaparecem por completo as barreiras que distinguem a realidade das diversas formas de imaginação.

A peça é mais atual do que nunca. “Essa temática é urgente e realmente importante. A cada dia mais pessoas sofrem desse mal e muito pouco ainda se fala sobre isso”.

Completam a equipe de criação o sonoplasta Vadeco, que serviu-se basicamente de Radiohead para compor a trilha (banda citada pela autora como uma de suas favoritas e inspiração de trabalho), a iluminadora Nadja Naira, a figurinista Maureen Miranda e o poster-art é do artista plástico Foca Cruz.

PSICOSE 4h48

Cia.Stavis-Damaceno
Texto: Sarah Kane
Direção: Marcos Damaceno
Com: Rosana Stavis e Eduardo Ramos
Duração: 1h10m

Sinopse: Última peça da inglesa Sarah Kane discorre sobre depressão psicótica e sobre o que acontece à mente de uma pessoa quando desaparecem por completo as barreiras que distinguem a realidade das diversas formas de imaginação.

Quando: quinta-feira, 27/05  às 20h

Gratuito ou colaboração de R$12,50 na SP Escola de Teatro Digital-Sympla

Retire seu ingresso para Psicose 4h48

Siga: @ciastavis_damaceno

Mostra Aldir Blanc na SP reúne 12 peças das 5 regiões do Brasil

Comunicadores convidados dialogam com 12 peças da Mostra Aldir Blanc na SP

Mesa de Discussão: A importância da Lei Aldir Blanc para a Arte na Pandemia

Veja análises das 12 peças da Mostra Aldir Blanc na SP




Relacionadas:

Notícias | 15/ 10/ 2021

Processo seletivo curso técnico: SP Escola de Teatro abre seleção para 80 vagas

SAIBA MAIS

Notícias | 15/ 10/ 2021

Série Grandes Atrizes: Cacilda Becker

SAIBA MAIS

Notícias | 15/ 10/ 2021

O aprendizado que pode modificar nossas condições temporárias ou Um viva aos nossos professores

SAIBA MAIS