Comunicadores convidados dialogam com 12 peças da Mostra Aldir Blanc na SP

Publicado em: 06/05/2021

Mostra Aldir Blanc na SP Escola de Teatro tem Diálogos com Comunicadores nas Redes: no alto: Cláudio Martins (A Broadway É Aqui), Leandro Fazolla (Cadernos Cênicos), Celso Faria (E-Urbanidade), Luiz Vieira (Responder Fazendo); no meio: Cíntia Duque (Eu no Teatro), Marcio Tito (Deus Ateu), Viviane Pistache (Geledés e Carta Capital), Natália Beukers (Infoteatro e Vogue); abaixo: Fernando Pivotto (Tudo Menos uma Crítica), Miguel Arcanjo Prado (Blog do Arcanjo), Luiza Camargo e Rodrigo Barros (SP Escola de Teatro) - Fotos: Divulgação

Mostra Aldir Blanc na SP Escola de Teatro tem Diálogos com Comunicadores nas Redes: no alto: Cláudio Martins (A Broadway É Aqui), Leandro Fazolla (Cadernos Cênicos), Celso Faria (E-Urbanidade), Luiz Vieira (Responder Fazendo); no meio: Cíntia Duque (Eu no Teatro), Marcio Tito (Deus Ateu), Viviane Pistache (Geledés e Carta Capital), Natália Beukers (Infoteatro e Vogue); abaixo: Fernando Pivotto (Tudo Menos uma Crítica), Miguel Arcanjo Prado (Blog do Arcanjo), Luiza Camargo e Rodrigo Barros (SP Escola de Teatro) – Fotos: Divulgação

A Mostra Aldir Blanc na SP Escola de Teatro acontece de 4 a 28 de maio com 12 peças das cinco regiões brasileiras com ingressos disponíveis na SP Escola de Teatro Digital na Sympla. Com o intuito de aproximar artistas e coletivos de comunicadores culturais nas redes, o evento conta com a participação de 12 comunicadores que estarão em diálogo com os espetáculos. Nove profissionais foram especialmente convidados pela curadoria e três são jornalistas atuantes no time de colaboradores da escola.

Os comunicadores são Cíntia Duque (@eunoteatro), Fernando Pivotto (@tudomenosumacritica), Celso Faria (@blogeurbanidade), Cláudio Martins (@abroadwayeaqui), Natália Beukers (@infoteatro_), Marcio Tito (@deus.ateu), Leandro Fazolla (@leofazolla), Luiz Vieira (@responderfazendo), Miguel Arcanjo Prado (@miguel.arcanjo), Viviane Pistache (@vivirilpistache), Luiza Camargo (@escoladeteatro) e Rodrigo Barros (@eu.rodrigobarros).

Ivam Cabral, diretor executivo da SP Escola de Teatro - Foto: Bob Sousa

Ivam Cabral, diretor executivo da SP Escola de Teatro – Foto: Bob Sousa

“A comunicação avança no digital de forma vertiginosa, sobretudo nestes novos tempos. Ao propor diálogo próximo entre artistas do teatro contemporâneo e comunicadores da nova geração atentos a este período de mudanças é uma forma de criar pontes para o futuro. Ao aproximar artistas e comunicadores, a SP Escola de Teatro deixa o Teatro Digital mais próximo das telas do público”, afirma Ivam Cabral, diretor executivo da SP Escola de Teatro.

“Mais do que nunca, as artes digitais precisam dialogar com o público conectado. Nesta conversa, novas formas de comunicação são fundamentais. Como jornalista que sempre apostou na linguagem de comunicação digital em rede, convidei colegas que admiro e que fazem importante trabalho de resistência do jornalismo cultural no mundo de hoje”, declara Miguel Arcanjo Prado, Coordenador de Extensão Cultural e Projetos Especiais da SP Escola de Teatro e curador da Mostra Aldir Blanc na SP com assistência de Rodrigo Barros e Marcio Tito.

Um ano da morte do compositor Aldir Blanc (1946-2020): homenagem na Mostra Aldir Blanc na SP Escola de Teatro - Foto: Divulgação

Um ano da morte do compositor Aldir Blanc (1946-2020): homenagem na Mostra Aldir Blanc na SP Escola de Teatro – Foto: Divulgação

Mesas de Discussão

Além de escreverem suas impressões sobre as apresentações, eles vão participar de duas Mesas de Discussão no Canal da SP no Youtube. A primeira está marcada para 7 de maio, sexta, 20h, com a Mesa de Discussão: A importância da Lei Aldir Blanc para a Arte na Pandemia, com participação de Cíntia Duque (Eu no Teatro), Leandro Fazolla (Cadernos Cênicos), Luiz Vieira (Responder Fazendo), Cláudio Martins (A Broadway É Aqui) e Rodrigo Barros (SP Escola de Teatro) com mediação de Marcio Tito (Deus Ateu) e apresentação de Miguel Arcanjo Prado (Blog do Arcanjo).

Já encerrando a Mostra no dia 28 de maio, sexta, às 20h, tem a Mesa de Discussão: Lei Aldir Blanc como Fomento à Diversidade nas Artes Cênicas Brasileiras com participação de Viviane Pistache (Geledés e Carta Capital), Natália Beukers (INFOTEATRO) Fernando Pivotto (Tudo Menos Uma Crítica), Celso Nunes (E-Urbanidade) e Luiza Camargo (SP Escola de Teatro) com mediação de Marcio Tito (Deus Ateu) e apresentação de Miguel Arcanjo Prado (Blog do Arcanjo).

Afluentes Acreanos (Acre) e Pânico Vaginal (São Paulo) estão na Mostra Aldir Blanc na SP Escola de Teatro - Fotos: Mag Araújo e Marcelle Cerutti/Divulgação

Afluentes Acreanos (Acre, acima) e Pânico Vaginal (São Paulo, abaixo) estão na Mostra Aldir Blanc na SP Escola de Teatro – Fotos: Mag Araújo e Marcelle Cerutti/Divulgação

Mostra Aldir Blanc na SP
A primeira Mostra Aldir Blanc na SP Escola de Teatro conta com a participação de 12 espetáculos das 5 regiões brasileiras, produzidos por artistas e coletivos contemplados ou beneficiados pela Lei Aldir Blanc. Os 12 espetáculos trazem representantes do Norte, Nordeste, Centro-Oeste, Sul e Sudeste. Os espetáculos convidados são: Elas – Coletivo Caracóis (SP); Turmalina 18-50 – Cia Cerne (RJ); Afluentes Acreanas – Associação Teatro Candeeiro (AC); Disque Q para Queer – Teatro da Margem (RN); Exóticos – de Túlio Paniago (MT); Diálogos – de Bruno Narchi (SP); Pink Star – Cia de Teatro Os Satyros (SP); O Inferno É um Espelho da Borda Laranja – de Wander B. (SP); Pânico Vaginal – Romã Atômica- Lara Duarte (SP); Tormento – Clotilde Produções (SP); Sinhá Não Dorme – de Roberta Valente (RJ); e Psicose 4:48 – Cia Stavis-Damaceno (PR).

Mostra Aldir Blanc na SP Escola de Teatro
Onde: Sympla – SP Escola de Teatro Digital
https://www.sympla.com.br/produtor/spescoladeteatrodigital

Quando: 4 a 28 de maio, de terça a sexta, sempre às 20h (horário de Brasília) – Exceto espetáculo ELAS, apresentado às 21h.

Unidade Brás da SP Escola de Teatro. Foto: André Stefano

SP Escola de Teatro
Inaugurada na cidade de São Paulo em 2010, a SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco propõe novos desafios para o ensino das Artes Cênicas no Brasil. Com um modelo pedagógico ousado, o espaço toma como prismas da formação as sensibilidades e as potencialidades artísticas, humanas, críticas e cidadãs. A instituição é ligada à Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo e gerida pela Adaap – Associação dos Artistas Amigos da Praça, uma Organização Social de Cultura, sem fins lucrativos, formada por integrantes dos principais grupos de teatro da cidade de São Paulo.

 




Relacionadas:

Notícias | 18/ 06/ 2021

7ª edição do Festival Se Joga convoca performers e drag queens para evento competitivo

SAIBA MAIS

Notícias | 18/ 06/ 2021

Série Grande Figurinistas: Kalma Murtinho

SAIBA MAIS

Notícias | 17/ 06/ 2021

2ª edição do ELAS Festival convoca fotógrafas profissionais e iniciantes para exposição

SAIBA MAIS

 

O site da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco está sob licença Creative Commons. A cópia e a reprodução de seu conteúdo são autorizadas para uso não-comercial, desde que citado o devido crédito ao site, aos autores e fotógrafos. Não estão incluídas nessa licença obras de terceiros.

Para reprodução com outros fins, entre em contato com a Escola.