Aprendiz em Foco | Gustavo Guimarães

Publicado em: 03/09/2012

Produzir um filme de palhaços em 3D é um sonho que habita há tempos a mente de Gustavo Guimarães, aprendiz de Direção da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco. E é exatamente neste projeto que ele está trabalhando agora.

 

Junto com sua Cia. Catraca do Riso de Circo, Teatro e Variedades, Guimarães – que também cursou Humor na Escola – está procurando financiamento para a produção do curta-metragem. Então, logo recorreu ao site catarse.me, plataforma de financiamento colaborativo de projetos criativos (para assistir ao vídeo de divulgação e conhecer mais sobre o projeto, clique aqui).

 

O objetivo de “Palhaços em 3D – Lizarb, a Terra dos Palhaços” é difundir a tecnologia 3D por meio da gravação de cenas baseadas em roteiros clássicos de palhaços de circo. Em 2012, o projeto foi contemplado pelo edital do programa VAI, da Prefeitura da cidade de São Paulo, com a proposta de montar uma peça, filmá-la no formato 3D e exibir esse material em CEU’s e Casas de Cultura de São Paulo. Como primeira parte da empreitada,  a peça estreia no 14, no Teatro Grande Otelo.

 

“Queremos fazer isso e um pouco mais. Em vez de captar a peça em formato 3D, queremos fazer um curta-metragem, convidar alguns palhaços-mestres que apresentem em teatro e na rua, não apenas no circo, para fazer parte dessa construção que é nossa”, comenta Guimarães. Assim, estudantes de palhaçaria interessados em participar do projeto devem entrar em contato pelo e-mail: catracadoriso@gmail.com

 

A trama do filme conta a história de Anderson, um jovem distraído e reservado, que se apaixona por uma encantadora palhaça. Ao perceber que os palhaços do mundo estavam desaparecendo, ele sai em busca de sua amada. Nessa missão, descobre Lizarb, mundo habitado unicamente por palhaços e bufões, que dificultam seu retorno à Terra.

 

“É um projeto cheio de riscos, que busca brincar com a linguagem 3D e com o público. A Cia. Catraca do Riso tem o objetivo de formar plateias para esses equipamentos culturais públicos. Precisamos nos apropriar deles”, observa Guimarães.

 

Além do proponente e diretor, o projeto conta com uma série de aprendizes e ex-aprendizes da SP Escola de Teatro. Andréa Fu, do curso de Sonoplastia, é responsável pela produção executiva e pela captação e operação de áudio; Fabrício Cardial, que concluiu os quatro módulos de Sonoplastia, assina a concepção sonora; Raquel Pavanelli cuida da cenografia e figurinos, área que estudou na Instituição. No elenco, estão os aprendizes de Humor Luciano Tito, Luiz Fernando e Sarah Moreira; bem como Sérgio Gava e Marisa Pereira, que já concluíram os quatro Módulos do mesmo curso.

 

“Palhaços em 3D – Lizarb, a Terra dos Palhaços” (Foto: Divulgação)

 

Trajetória

A origem da ideia de criar um filme de palhaços em 3D surgiu, segundo Guimarães, quando ele passou a ter um contato mais próximo com o universo circense. A chama se acendeu em 2008, ao ver o Núcleo Pavanelli ensaiando cenas clássicas de palhaçaria, em “Esquetes, Gags e Cascatas”. Outra montagem, “Palhaços”, com Dagoberto Feliz e Danilo Grangheia, também serviu de influência, assim como o livro “Palhaços”, escrito por Mario Fernando Bolognesi, e as aulas com Bete Dorgam (que também ensinou no curso de Humor da SP Escola de Teatro), no espaço Jogando no Quintal.

 

O sonho começou a tomar forma na SP Escola de Teatro, onde o aprendiz teve aulas com palhaços mestres, durante o ciclo de estudos “Entre Risos e Lágrimas – O Teatro no Circo”. “Depois de ver tudo isso, achei que seria um casamento perfeito. Ver os palhaços mestres bem velhinhos fazendo aquelas movimentações super-rígidas e estudar o teatro físico com a Bete Dorgan e com a Cida Almeida trouxeram a ideia do 3D. É preciso muito ensaio e trabalho físico para isso”, afirma.

 

Apesar de jovem (24 anos), Gustavo já fez bastante coisa no teatro: atuou em montagens como “O Prodígio do Mundo Ocidental” (2005) e “O Primeiro Voo de Ícaro” (2008); estudou no núcleo de dramaturgia do Sesi; e, a partir de 2008, começou a trabalhar como diretor em uma ONG, onde teve contato com o método Teatro do Oprimido e o pensamento de Augusto Boal. Lá, desenvolveu um texto e encenou o espetáculo “A Travessia de Um Sonho” (2009).

 

“Comecei atuando, depois passei a escrever e agora me dedico à direção. Percebo que sempre estive com o pé no cômico e só agora me dei conta disso”, finaliza.

 

Serviço
Espetáculo “Lizarb, a Terra dos Palhaços”
Quando: Sextas-feiras, às 20h30 (estreia dia 14 de setembro)
Onde: Teatro Grande Otelo
Alameda Nothmann, 233 – Campos Elíseos
Tel. (11)  3221-9878
Ingressos: R$ 20
 

 

Texto: Felipe Del

Relacionadas:

Uncategorised | 14/ 03/ 2016

Aprendizes do Módulo Verde mostram personagens e conflitos em experimentos cênicos

SAIBA MAIS

Aprendizes em Foco | 13/ 02/ 2014

Aprendiz em Foco | Vanessa Medeiros

SAIBA MAIS

Aprendizes em Foco | 09/ 12/ 2013

Aprendizes bolsistas mostram seus processos de criação

SAIBA MAIS