EN | ES

Texto da aprendiz Mari Costa ganha leitura no SP Dramaturgias

Publicado em: 04/11/2015

Aprendiz do Curso Regular de Dramaturgia, Mari Costa tem um de seus textos lidos em mais uma edição do SP Dramaturgias. Desde junho de 2012, o projeto oferece, na SP Escola de Teatro — Centro de Formação das Artes do Palco, leituras dramáticas de textos inéditos e contemporâneos. A coordenação é de Marici Salomão e Alessandro Toller — coordenadora e formador de Dramaturgia, respectivamente.
 
Mari Costa apresenta “Deux Ex Machina”, peça que conta o dilema de uma mulher dos dias atuais ao se perceber grávida do novo Messias. A ideia da dramaturga é misturar épocas no texto. “A situação arcaica dentro de um contexto social supostamente moderno pode abrir diversas discussões sobre papéis sociais, Estado Laico, força da religião dentro de ambientes privados e públicos”, diz Mari. 
 
Segundo ela, a maior tentativa foi a de colocar em pauta o corpo da mulher e a discussão a respeito do pertencimento deste corpo. “Espero que questões de políticas públicas, dentro da discussão de gênero, possam ser trazidas a partir da peça”, deseja a dramaturga. O texto é apresentado em um momento em que o feminismo ganha força, especialmente pelo ampla divulgação nas redes sociais.
 
O enredo do texto surgiu de uma conversão informal que Mari teve com algumas amigas. Na ocaisão, elas se questionavam sobre o que fariam caso se vissem grávidas de Deus. “A partir dessa provocação, comecei a considerar quais seriam as implicações de um acontecimento tão absurdo dentro do nosso contexto social”, diz. Mari também pensou sobre a naturalização de outros absurdos nos dias atuais.
 
Para a dramaturga, a SP Escola de Teatro ajuda na criação de textos por ser um lugar de exercício permanente. “Essa é a grande sacada, nunca estamos parados”, diz. “Estar sempre ativo, localizando problemas em nosso próprio trabalho e tentando solucioná-los, é um ganho efetivo para qualquer um.”
 
Sob orientação de Cecilia Bilanski, outros aprendizes da SP Escola de Teatro participam do projeto:
Atuação: Eric Junior Barros Takhashi, José Gelson da Silva Filho, Kryslei Cipriano Goes, Manuella Alves da Silva, Tatiane Camargo Sgorlon.
Direção: Luana Miguel.
Dramaturgia : Cristina Santos, Vinicius da Silva Souza
Sonoplastia: Murilo Simões de Lima e Fabio Lima
 
Serviço
SP Dramaturgias – Leitura dramática de “Deus Ex Machina”
SP Escola de Teatro. Sede Roosevelt. Praça Roosevelt, 210, Consolação.

10 de novembro, terça-feira, 20h. Grátis e aberto ao público. 




Relacionadas:

Notícias | 27/ 05/ 2022

Camila Damasceno, artista docente da SP, apresenta espetáculo que ativa o corpo do espectador pela escuta na Virada Cultural 2022

SAIBA MAIS

Notícias | 27/ 05/ 2022

Agenda Cultural: As melhores dicas para o seu fim de semana!

SAIBA MAIS

Notícias | 27/ 05/ 2022

SP Escola de Teatro e vereadora Erika Hilton promovem campanha de arrecadação de agasalhos e cobertores

SAIBA MAIS