EN | ES

TBT: Relembre a participação da cartunista Laerte no SPTransvisão há 9 anos!

Publicado em: 20/01/2022

O TBT desta quinta-feira, 20, é histórico! Janeiro é o mês da visibilidade Trans, então relembramos a visita de uma das artistas LGBTQIA+ mais importantes do meio artístico: Laerte. Há exatos 9 anos, a cartunista prestigiou na sede Roosevelt da SP Escola de Teatro a inauguração de sua exposição de quadrinhos “Muriel Visível”.

A Mostra fez parte da programação do SP TransVisão e foi aberta em 29 de janeiro, Dia da Visibilidade Trans. Laerte e Marcia Rocha, da Associação Brasileira de Transgêneros (Abrat), travaram um debate que abordou o “cross-dressing”, estilo adotado pela artista desde 2009, que transcende e questiona a separação dos gêneros feminino e masculino. Também comentaram pormenores da vivência da desenhista e pautas importantes do universo LGBTQIA+, como políticas sociais, de saúde e de inclusão, as quais na época eram ainda questões incipientes.

Rita Miranda e Laércio Motta, artistas egressos da SP, promovem espetáculo infantil digital e gratuito!

“Na verdade, essa história já estava em mim há muito tempo. Percebia isso nos meus quadrinhos, na personagem Hugo, que é, como os psicanalistas dizem, meu alter ego. Um dia, num dos cartoons, o Hugo resolveu se montar, dizendo ‘Às vezes um cara tem que se montar, ué’. E daí percebi que essa era uma vontade minha”, relembra. “Mas até vestir minha primeira saia e sair às ruas, levou um bom tempo. A Marcia (Rocha) me ajudou muito. Lembro da primeira vez em que vesti uma saia para ir à padaria. Ganhei até ‘fiu-fiu’ na rua”, continua.

Ator alemão comemora sucesso de sua oficina na SP e promove espetáculo exclusivo na sede Roosevelt da instituição

A autora destrinchou sua trajetória, versando sobre como foi quando a mídia descobriu tal característica que a destacava da massa. Ela mencionou uma entrevista à revista Bravo!, em que o repórter questionou o porquê das suas unhas pintadas, e foi com a resposta a essa pergunta que o assunto ganhou grandes proporções: “Só liguei pra minha mãe e avisei o que estava acontecendo: Que eu, dali por diante, iria me vestir de mulher todos os dias. Ela disse que tinha umas saias que não usava mais (risos). As saias eu não aceitei, mas até que tenho algumas blusinhas que eram dela”.

Naquela noite, o debate também abriu um espaço para perguntas da plateia, formada por personalidades importantes, Phedra D. Córbora, como a atriz da Cia. Os Satyros, Fernanda D´Umbra e Dudu Bertholini. Laerte também participou de outras mesas durante a semana promovida pelo SPTransvisão.

“É um orgulho enorme para a Escola receber a Laerte aqui e a sua exposição, ‘Muriel Visível’. A trajetória dela, tanto pessoal quanto profissional, é incrível”, afirmou Ivam Cabral, diretor executivo da SP Escola de Teatro, ao final do evento.

100 anos da semana de 1922: Conheça ‘Samba’, considerada a obra mais importante de Di Cavalcanti

Laerte Coutinho (São Paulo, Brasil, 1951) é uma das mais importantes cartunistas do Brasil, criadora de personagens emblemáticos como os Piratas do Tietê, Hugo Baracchini e Overman. Com um humor ao mesmo tempo refinado e mordaz, ela versa sobre temas relevantes da existência humana. Já atuou como roteirista na Rede Globo, em programas como TV Pirata, Sai de Baixo e no roteiro para o longa-metragem Super-Colosso, produzido pela mesma emissora. E já colabora semanalmente para a Folha de S. Paulo com as tirinhas Los 3 Amigos. Em 1993, criou o personagem Hugo Baracchini, seu alter ego, como integrante dos Piratas do Tietê que, três anos mais tarde, estreou individualmente no caderno de Informática da Folha de S. Paulo.

A Semana da Visibilidade Trans promovida pelo SP TransVisão é uma iniciativa inédita da SP Escola de Teatro, que reúne debates, exposição, filme, teatro e performances, é promovido pela própria Escola, em parceria com a Comissão da Diversidade Sexual e Combate à Homofobia da Ordem dos Advogados do Brasil – Seção de São Paulo (OAB – SP); a Coordenação de Políticas para a Diversidade Sexual da Secretaria da Justiça e da Defesa da Cidadania; a Assessoria de Gêneros e Etnias, da Secretaria da Cultura; a Associação Brasileira de Transgêneros (Abrat); a Associação Brasileira de Homens Trans (ABHT); a Companhia de Teatro Os Satyros; a Associação dos Artistas Amigos da Praça (Adaap), e o Governo de São Paulo. O objetivo do encontro é abrir mais um espaço para o debate sobre a tolerância e a diversidade.




Relacionadas:

Notícias | 19/ 05/ 2022

Processo Seletivo 2/2022 – Confira os dias e horários das avaliações do primeiro momento

SAIBA MAIS

Notícias | 19/ 05/ 2022

TBT : Relembre a palestra de Ellen Oléria para os estudantes do curso técnico da SP Escola de Teatro, em 2018

SAIBA MAIS

Notícias | 19/ 05/ 2022

Inscrições abertas para o workshop presencial e gratuito Dramaturgia Comunitária

SAIBA MAIS