EN | ES

Ator alemão comemora sucesso de sua oficina na SP e promove espetáculo exclusivo na sede Roosevelt da instituição

Publicado em: 19/01/2022

Na última terça-feira, 18, o ator alemão Christoph Morais Fortmann ministrou a oficina Ferramentas para estar em cena, na sede Roosevelt da SP Escola de Teatro. O workshop foi um sucesso, os alunos saíram encantados com as possibilidades e caminhos que podem ser abertos a partir da proposta; utilizar a imaginação e linguagem como chaves para atuar, seja no palco ou na frente de uma câmera. Assim foram exploradas múltiplas maneiras de articular o corpo com ferramentas que contribuam para ser e estar como ato de presença do artista.

100 anos da semana de 1922: Conheça ‘Samba’, considerada a obra mais importante de Di Cavalcanti

O ator alemão expandiu o conhecimento dos alunos propondo exercícios práticos para trabalhar os sentidos do corpo no espaço e na cena, para então, nomear as sensações do que sentimos, vemos e vivemos. Criando autonomia e consciência da sua criação em cena. Seja para o palco, cinema, TV ou internet. Confira as imagens da oficina:


Natural de Berlim, na Alemanha, Christoph também apresenta o monólogo Marlene Dietrich, Redentor, que abre a temporada 2022 de peças na SP; ela acontece na próxima quinta-feira (amanhã), 20, também na sede Roosevelt da instituição. E conta com mais duas apresentações exclusivas na sexta-feira (21) e no sábado (22), sempre às 20:30. Os ingressos podem ser retirados pela plataforma Sympla da SP Escola de Teatro.

Literatura, ficção e metáforas físicas; Por Marcio Aquiles *

No projeto, o público acompanha a trajetória de David, um imitador da atriz alemã de renome internacional Marlene Dietrich, que seguindo os passos da artista, comete suicídio. No entanto, depois da morte o terror continua, sua alma emperra em contínua angústia, culpa e lamento e a única pessoa que pode ajudá-lo é, justamente, Marlene Dietrich. Os ingressos possuem valores de R$30 a inteira e R$15 a meia, e podem ser adquiridos pelo sympla da SP Escola de Teatro. É obrigatório uso de máscaras e apresentação do comprovante de vacinação completo contra a Covid-19.

No aniversário da cidade de São Paulo, os Satyros reabre o histórico Bijou, famoso cinema de rua, após ampla reforma

O texto estreou em 2017, em Belo Horizonte, e contou com o apoio Projeto Cena Aberta do Centro Cultural da UFMG, com produção e dramaturgia do próprio Fortmann. Finalizado em português e alemão, com revisão de Mércia Costa e direção de Marina Arthuzzi, a montagem reúne experiências próprias do artista que, nascido e criado em Berlim, expõe as dificuldades da vida artística na região. Sexo, depressão e a vida noturna são algumas das facetas da cidade retratadas na peça. O espetáculo procura inspiração em narrativas de artistas que se perderam de seus objetivos, como Marlene Dietrich, que nomeia o projeto.

“Depois? Claro que não tem nada. Um horror. Nem dá pra acreditar. Que todo mundo fica vagando por aí à toa? Depois da morte? Depois da morte não tem nada. Amor, talvez” (Marlene Dietrich).




Relacionadas:

Notícias | 19/ 05/ 2022

Processo Seletivo 2/2022 – Confira os dias e horários das avaliações do primeiro momento

SAIBA MAIS

Notícias | 19/ 05/ 2022

TBT : Relembre a palestra de Ellen Oléria para os estudantes do curso técnico da SP Escola de Teatro, em 2018

SAIBA MAIS

Notícias | 19/ 05/ 2022

Inscrições abertas para o workshop presencial e gratuito Dramaturgia Comunitária

SAIBA MAIS