Selo Lucias: “A vida de Lucia foi dedicada a fomentar a cultura e educação”, afirma Joaquim Gama

Em janeiro, como parte das comemorações de 10 anos, a SP Escola de Teatro realizou o lançamento do livro “Teatro em Grupo na cidade de São Paulo e na Grande São Paulo” e também o selo “Lucias”. O selo é uma homenagem a Lucia Camargo, um dos maiores nomes da cultura brasileira.

Ela era gestora cultural, professora, jornalista, crítica e coordenou o setor de Extensão Cultural e Projetos Especiais na SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco. Também foi diretora de importantes instituições culturais brasileiras, como Teatro Guaíra, em Curitiba, onde foi ainda secretária municipal e estadual de Cultura do Paraná; e o Palácio das Artes, em Belo Horizonte. Além disso, foi secretária-adjunta de Cultura e Economia Criativa do Estado de São Paulo e a primeira e única mulher na história a dirigir o Theatro Municipal de São Paulo. Infelizmente, Lucia faleceu em julho de 2020, aos 76 anos.

Selo Lucias: “Lucia Camargo é a síntese do Teatro e Movimento”, diz Margarete Lara

Nesta quinta-feira, 10, o depoimento é de Joaquim Gama, Mestre em artes, Doutor em teatro e coordenador pedagógico da SP Escola de Teatro. Quim Gama, como é conhecido, relembra que Lucia foi uma grande fomentadora da educação e das artes e merece que seu legado seja lembrado e muito celebrado.

Em seu relato, comenta como Lucia sempre foi uma incentivadora de novos talentos, além de ser uma grande entusiasta da educação. Esses traços ficaram ainda mais evidentes com ela à frente na Extensão Cultural da SP Escola.  “Lucia Camargo sempre esteve interessada em fomentar a educação, a cultura e a arte. Essa foi sua vida! “, comenta.

Selo Lucias: “Lucia Camargo foi uma pessoa inteligentíssima, atenta e dedicada a sua grande paixao: a arte”, diz Ivam Cabral

Para Joaquim, o batismo do selo de Lucias é uma homenagem para mostrar o tamanho da importância de Lucia e um agradecimento pela sua vida e seu legado no mundo artístico que marcará essa e as futuras gerações. “Ter o seu nome ligado à criação do Selo Lucias é a maneira de reconhecermos a importância do seu trabalho e agradecê-la pela sua existência. Existência que será permanentemente lembrada na publicação que lançamos neste momento e nas próximas que virão. ”, comemora o educador.

Por Rodrigo Barros.

Edição: Luiza Camargo




Posts Archives

Selo Lucias: “A vida de Lucia foi dedicada a fomentar a cultura e educação”, afirma Joaquim Gama

Posted on

Em janeiro, como parte das comemorações de 10 anos, a SP Escola de Teatro realizou o lançamento do livro “Teatro em Grupo na cidade…

Read more

Selo Lucias: “Lucia foi uma mulher das artes que viveu pelas artes”, diz Elen Londero

Posted on

Como parte das comemorações de 10 anos de história, a SP Escola de Teatro lançou o livro “Teatro em Grupo na cidade de São…

Read more