É HOJE! Leituras Modernistas: atriz Cléo De Páris apresenta a obra Intradoxos, de Márcio-André, nesta segunda, 27

Leituras Modernistas: conceito, curadoria e diálogos

Marcio Aquiles*

O projeto Leituras Modernistas, parte das comemorações do centenário da Semana de Arte Moderna de 22, tem o objetivo de apresentar ou revisitar autores cujo trabalho literário ecoa princípios ou tendências dos mais diversos modernismos. Da cartilha de conceitos e práticas que o movimento brasileiro levantava no início do século XX, alguns pressupostos e dispositivos foram mais ou menos utilizados, e muitos, no caso da literatura, às vezes mais proclamados do que propriamente materializados.

Seminário Cenas Modernas: 1922 e além aborda a escrita feminina em encontro nesta quarta, 15

O que importa de fato é que o espírito daqueles expedientes tiveram, sim, enorme reverberação posterior. A iconoclastia, o experimentalismo formal e dissolução entre as categorias de popular e erudito como eixos estanques foram tomando o universo das letras. Isso posto, nossa curadoria para as Leituras Modernistas está se orientando por trabalhos que, ao nosso ver, utilizam sobretudo de três processos que carregam algumas das potências-chave do que se propunha: a investigação dos limites da elasticidade idiomática, a desconstrução dos aspectos formais da linguagem e a proposição de temas transgressores às tradições canônicas.

Se na primeira sessão fomos buscar nos anos 1960 o trabalho de José Agrippino de Paula, selecionando trechos do subversivo PanAmérica, obra seminal mas que é pouco conhecida do público atualmente, nessa segunda ação vamos performatizar um livro contemporâneo que traz reflexos – voluntários ou não – de certos matizes do(s) modernismo(s), compreendidos aqui num campo mais amplo que transcende as vanguardas históricas.

Intradoxos: movimento perpétuo, de Márcio-André, é uma ode à poesia de sintaxe matemático-sonora, tem-se ali uma engenharia verbivocovisual que dialoga com os experimentalismos literários dos últimos cem anos, em propostas de intertextualidades inusitadas que se desdobram em labirintos lexicais que conduzem a cabeça dos leitores para raciocínios ora complexos ora de puro deleite.

Teremos como desafio adicional decodificar alguns procedimentos extratextuais (signos tipográficos, ideogramas, espacialização dos versos na página), sempre em exercício de transcriação, na medida em que nosso programa é justamente estabelecer novas conexões semânticas e históricas.

A próxima edição das Leituras Modernistas ocorrerá na segunda-feira, 27 de setembro, às 20h, pelo Youtube da SP Escola de Teatro, com a participação da atriz Cléo De Páris.

* Escritor, crítico literário e teatral, coordenador de projetos internacionais da SP Escola de Teatro

Leituras Modernistas- Ação 2- 100 Anos da Semana de Arte Moderna de 22

Quando: 27/09/22 (segunda-feira), às 20h
Curadoria: Marcio Aquiles
Performance: Cléo De Paris
Gratuito
Classificação indicativa: 12 anos
Acesso: Youtube da SP Escola de Teatro




Posts Archives

É HOJE! Leituras Modernistas: atriz Cléo De Páris apresenta a obra Intradoxos, de Márcio-André, nesta segunda, 27

Posted on

Leituras Modernistas: conceito, curadoria e diálogos Marcio Aquiles* O projeto Leituras Modernistas, parte das comemorações do centenário da Semana de Arte Moderna de 22,…

Read more

Virada Cultural: ‘Nosferatu’, com Cléo De Páris, faz duas sessões no Sesc Belenzinho

Posted on

O espetáculo “Nosferatu”, que no elenco tem a atriz e coordenadora do Programa Kairós Cléo De Páris, faz duas sessões neste final de semana…

Read more