EN | ES

Série Teatro de Grupo em São Paulo: conheça a Cia. London

Publicado em: 12/05/2022

Foto: Rafael Mallagutti

A Cia. London foi criada por Rafael Mallagutti, Mayara Garcia e Ana Lee Garcia em 2013. No início, o grupo buscou trabalhar com grandes clássicos. Macbeth; O Caso dos Dez Negrinhos, espetáculo vencedor do Prêmio Belas Artes (2015); e A Importância de Ser Prudente, de Oscar Wilde, foram algumas de suas primeiras peças a serem representadas.

Estudantes de direção da SP participam do Theatreffen, maior festival de teatro em língua alemã do mundo, sediado em Berlim

Ao longo do tempo, a companhia também começou a produzir montagens autorais, que foi o caso de Procura-se, Manjar dos Deuses, Avalon, As Princesas e o Poeta e Transilvânia.

Nas adaptações o grupo sempre buscou originalidade, na releitura da obra consagrada de Shakespeare, por exemplo, o cenário foi um tabuleiro, metaforizando o regicídio e trazendo os personagens como peões em sua movimentação. Já em O Caso dos Dez Negrinhos, que foi a primeira montagem oficial a ser feita no Brasil, o coletivo buscou recuperar o aspecto art nouveau, descrito por Agatha Christie em seu romance.

Biblioteca SP: Saiba mais sobre a obra Torto Arado, livro nacional mais vendido em 2021 e que virará peça de teatro e série na HBO

O texto dramático da Cia é escrito ou traduzido integralmente pelo dramaturgo, e de acordo com as necessidades artísticas de cada montagem. Um exemplo disso é a direção de Mallagutti nos espetáculos A Casa de Bernarda Alba, Bodas de Sangue e Avalon:

“O diretor trouxe a intensidade humana a partir da animalização – estudo de um animal ou vários, buscando meios de naturalizar a verdade por movimentos, olhares e instintos numa metáfora zoomórfica”.

Já em A Importância de Ser Prudente e O Caso dos Dez Negruinhos, a Cia. London teve uma maior preocupação em desenvolver o trabalho de corpo dos artistas, visando retidão dos movimentos e secura na latinização inerente aos atores brasileiros:

“Um [A Importância de Ser Prudente] possui mais liberdade ao farsesco e o outro [O Caso dos Dez Negruinhos] tem mais secura no timbre e cadência da voz, para que se atingisse o suspense buscado na trama policial”.

1º encontro do Cineclube SP Alma no Olho emociona participantes com filme premiado sobre vivências trans; confira como foi o evento

Para Cia. London o principal objetivo é alcançar a abrangência comercial e ser formadora de opinião dentro do circuito teatral paulistano. Para assim, atingir o maior número de pessoas, e levar para esse público temas que levem à reflexão, questionamento e sejam atuais. O grupo também acredita ser de crucial importância a clareza e acessibilidade das peças, busca-se a facilidade de compreensão e a máxima amplitude intelectual do público. Assim, cada espetáculo pode ser apreciado tanto por eruditos e estudantes do teatro como arte, quanto por populares sem grande conhecimento artístico ou pretensão, apenas em busca de entretenimento.

Mais infos sobre a Cia. London estão no livro Teatro de Grupo, uma publicação do Selo Lucias, braço editorial da ADAAP, associação que gere o projeto da SP Escola de Teatro.




Relacionadas:

Notícias | 07/ 07/ 2022

Dramaturgia criada por estudante durante curso de extensão da SP estreia em julho no RJ

SAIBA MAIS

Notícias | 06/ 07/ 2022

Louise Azevedo, artista egressa da SP, celebra publicação de seu texto dramático ‘Apartamento’, pela editora Urutau

SAIBA MAIS

Notícias | 06/ 07/ 2022

Processo Seletivo 2/2022: Confira os aprovados para turmas do 2º semestre de 2022

SAIBA MAIS