Prêmio Governo do Estado para as Artes acontece nesta segunda, 13, e tem Os Satyros e Miguel Arcanjo entre os indicados

Publicado em: 13/12/2021

Ivam Cabral, Miguel Arcanjo Prado e Rodolfo García Vázquez/ Foto: Rafa Marques

O Governo do Estado de São Paulo, por meio da Secretaria de Cultura e Economia Criativa, vai homenagear nesta segunda-feira, 13, em cerimônia no Palácio dos Bandeirantes, representantes do setor cultural que se destacaram ao longo de 2020 por suas realizações. Trata-se do tradicional Prêmio Governo do Estado de São Paulo para as Artes 2020, criado na década de 1960. A cerimônia contará com a presença do governador, João Doria, e do secretário de Cultura e Economia Criativa, Sérgio Sá Leitão.

Prêmio Arcanjo de Cultura 2021: confira os vencedores da 3ª edição que emocionou o público no Theatro Municipal de São Paulo

Ivam Cabral, diretor executivo da SP Escola de Teatro, e Rodolfo García Vázquez, coordenador do curso de direção, estão indicados na categoria Grupos, Companhias e Corpos Estáveis, pelo conjunto de atividades da Companhia de Teatro Os Satyros, fundada por eles há 32 anos e em atividade desde então, sendo uma das mais prestigiadas e reconhecidas do Brasil. Com sede na praça Roosevelt, o grupo está atualmente em cartaz com o espetáculo Aurora.

Miguel Arcanjo Prado, coordenador de extensão cultural e projetos especiais da instituição, está indicado na categoria Comunicação Cultural pelo trabalho desenvolvido no Blog do Arcanjo, referência na cobertura das artes no Brasil.

Generosidades: Estudantes da SP apresentam ação Há-rrysku nesta segunda, 13, às 19h30 na Praça Roosevelt

Premiação tem 15 categorias
Nesta edição, foram indicados cinco finalistas para cada uma das 15 categorias. Os ganhadores receberão, além do prêmio em dinheiro, um troféu. Entre as categorias estão: Museus equipamentos e centros culturais; Grupos, companhias e corpos estáveis; Cultura Urbana; Inovação e tecnologia em arte e cultura; Estudos e pesquisas em cultura e economia criativa; Inclusão, diversidade e acesso à cultura; Empreendedorismo cultural e criativo; Iniciativas culturais para crianças e adolescentes. Na ocasião, também haverá condecorações com entrega das medalhas de Tarsila do Amaral (para profissionais que se destacam no campo das artes); Mário de Andrade (letras) e Mérito Museológico Waldisa Rússio Camargo Guarnieri.

As indicações dos nomes escolhidos foram feitas pelo secretário de Cultura e Economia Criativa, Sérgio Sá Leitão, do presidente do Conselho Estadual de Cultura e Economia Criativa, Eduardo Saron, e do Presidente do Conselho de Defesa do Patrimônio Histórico, Arqueológico, Artístico e Turístico do Estado de São Paulo – Condephaat, Carlos Faggin, entre outros.

Em 2019, a premiação foi reformulada para ganhar mais transversalidade em relação às diversas áreas que formam o campo da cultura e da economia criativa. As indicações para a 11ª edição do prêmio levaram em conta realizações nas áreas citadas no biênio 2019/2020. Já as indicações para as medalhas consideraram a trajetória profissional de cada indicado e seu histórico de contribuições para o desenvolvimento da cultura de São Paulo e da projeção do Estado no Brasil e no exterior.




Relacionadas:

Notícias | 17/ 01/ 2022

10ª Edição do SP Transvisão – Semana da Visibilidade de travestis e transexuais ocorre a partir do dia 23 de janeiro, na Sede Roosevelt da SP Escola de Teatro

SAIBA MAIS

Notícias | 17/ 01/ 2022

Oficina de HQ abre temporada 2022 da Extensão Cultural da SP; confira como foi!

SAIBA MAIS

Notícias | 14/ 01/ 2022

Agenda Cultural: as melhores dicas para o seu fim de semana!

SAIBA MAIS