Em atendimento à legislação eleitoral, os demais conteúdos deste site ficarão
indisponíveis de 2 de julho de 2022 até o final da eleição estadual em São Paulo.
Em atendimento à legislação eleitoral, os demais conteúdos deste site ficarão indisponíveis de 2 de julho de 2022 até o final da eleição estadual em São Paulo.
EN | ES

Louise Azevedo, artista egressa da SP, celebra publicação de seu texto dramático ‘Apartamento’, pela editora Urutau

Publicado em: 06/07/2022

 

Louise Azevedo, artista egressa de dramaturgia da SP Escola de Teatro, celebra a publicação de seu texto dramático ‘Apartamento’, em meados do último mês, pela editora Urutau. A obra traz uma reflexão acerca das dificuldades e desafios do modelo de vida urbano moderno, questionando os dilemas e processos pelos quais passa o indivíduo em suas relações sociais. Para adquirí-la, basta acessar o site oficial da editora Urutau (neste link).

Processo Seletivo 2/2022: Confira os aprovados para turmas do 2º semestre de 2022

Louise explica que a narrativa, acima de tudo, pretende discutir a maneira como nos relacionamos com o entorno e como as condições de moradias urbanas geram falsas comunidades. A autora explica que o texto foi escrito em dois momentos, por isso possui duas versões:

” ‘Apartamento’ teve um precursor escrito em 2015, mas foi somente em 2020, com a pandemia, que quando alguns amigos apontaram a atualidade do tema durante o período de isolamento, eu olhei para aquele material e elaborei uma nova versão, aí sim definitiva, que é esta agora publicada, um pouco mais madura. A peça também foi montada, em 2020, em formato on-line, pela Lei Emergencial Aldir Blanc.”

Para a dramaturga e diretora Thaisa Gazeli, que escreveu a sinopse do livro, Apartamento coloca o público ativo no exercício da leitura, para que assim esse possa investigar a trajetória dos personagens e as questões que permeiam seu dia a dia:

“Abrir a janela e se deparar com o céu, ficar à vontade em um quintal ou ter breves períodos em silêncio são experiências para a elite das megacidades — e se tornaram ainda mais escassas durante o isolamento social. Apartamento é um espaço cênico em que esses privilégios só perpassam seus ocupantes em pensamentos e ambições de futuro.” Comenta Thaisa.

Jorge Alves, estudante da SP, assina dramaturgia de Websérie sobre Nísia Floresta, uma das primeiras feministas do Brasil

Nesse contexto, a peça se dá em um prédio superlotado, típico do cenário urbano, no qual as inter-relações pessoais acontecem principalmente por intermédio de sons, músicas e barulhos.  A autora parte dessa realidade sufocante, na qual a ação se desenrola, para pensar temas importantes:

“Quando você se mudar para as páginas de Apartamento, lembre-se de que pode ter gente em cima, gente embaixo, gente de um lado e do outro. O vácuo é sempre o lugar de encontro, o meio a ser preenchido. Cabe a você escolher como ocupá-lo.” Pontua Thaisa.

Jorge Alves, estudante da SP, assina dramaturgia de Websérie sobre Nísia Floresta, uma das primeiras feministas do Brasil

Em depoimento à equipe de comunicação da SP Escola de Teatro, Louise comenta o impacto que seu tempo como aprendiz no curso de dramaturgia da instituição teve na sua carreira como escritora:

“A trajetória na SP ajudou em minha formação como escritora principalmente na construção de referências de dramaturgia contemporânea mais sólidas e no estabelecimento de uma rede de apoio, de afetos e de incentivo, que certamente me acompanha e fez parte da elaboração desse livro.”

SP Escola de Teatro recebe a jornalista Rosane Borges para o lançamento de seu novo livro Fragmentos do Tempo Presente; saiba como foi!

Saiba mais sobre o curso de Dramaturgia na SP Escola de Teatro:

Direcionado a novos dramaturgos, o curso visa estimular novas percepções de mundo e diferentes formas de construção textual. Equilibra teoria, técnica e prática, incluindo conteúdos que compõem a base de criação a outras mídias. Os textos criados pelos estudantes são analisados em grupo e em plantões individuais, com dramaturgos especializados, e podem vir a ser publicados, lidos publicamente e/ou montados. O curso enfatiza a formação teórica e prática sobre postulados mais recentes no Brasil, como o dramaturgismo. Trata-se de uma formação interdisciplinar com as outras artes do palco oferecidas pela Escola.

 




Relacionadas:

Notícias | 17/ 08/ 2022

Tradutor de Silêncios, peça com textos de Mia Couto, estreia na sede Roosevelt da SP nesta sexta (19)

SAIBA MAIS

Notícias | 17/ 08/ 2022

Marici Salomão e Rodolfo García Vázquez participam de evento promovido pelo CPT do Sesc sobre dramaturgias moduladas pela tecnologia

SAIBA MAIS

Notícias | 17/ 08/ 2022

Fundação das Artes de São Caetano abre inscrições para a Mostra de Cenas Curtas de 2022

SAIBA MAIS