EN | ES

Estudantes da SP fazem leitura dramática sobre Carolina Maria de Jesus no sarau da Biblioteca Adelpha Figueiredo

Publicado em: 13/07/2023 | por: Beatriz Ennes

Fotografia preta e branca de Carolina Maria de Jesus

Carolina Maria de Jesus | Foto: Divulgação

No próximo sábado, 15, a Biblioteca Adelpha Figueiredo irá realizar o Sarau Jardim Poético em parceria com a SP Escola de Teatro, por meio do Programa Oportunidades. A atividade de contrapartida será na biblioteca localizada no bairro do Pari a partir das 10h, com entrada gratuita.

Os estudantes participantes, Mario Tadeo Urzagaste Galarza (Direção), Suzana Horácio (Atuação) e Marcela Ribeiro Coêlho (Atuação), irão fazer uma leitura dramatizada, em performance, sobre a artista Carolina Maria de Jesus.

O sarau realizado pela Biblioteca é um encontro democrático de vozes em diversas linguagens artísticas e acontece sempre no terceiro sábado do mês. Além da programação cultural já preestabelecida, também tem o microfone aberto para o público apresentar sua própria arte.

A parceria da SP Escola de Teatro com a Biblioteca Adelpha Figueiredo já vem acontecendo desde o ano passado, como um diálogo entre arte e comunidade, aproximando os estudantes de sua função de artistas e cidadãos. Em dezembro de 2022, foi inaugurada a Instalação Carolina Maria de Jesus, idealizada pelo Programa Oportunidades e pela Biblioteca Adelpha Figueiredo com o objetivo de ampliar o acesso para mais pessoas conhecerem a trajetória e carreira dessa importante artista negra brasileira. A exposição ficará permanente na biblioteca e tem acesso gratuito.

Sobre o Programa Oportunidades

A principal ação do Programa Oportunidades é a concessão da bolsa-auxílio, chamada de Bolsa-Oportunidade. O programa também promove ações, como a elaboração de projetos sociais e/ou culturais, estágio para os estudantes da Escola, colocação profissional para estudantes em formação e egressos e captação de recursos e/ou parcerias junto a órgãos públicos, ONGs, organismos internacionais e empresas privadas.

Sobre a Biblioteca Adelpha Figueiredo
Ela foi inaugurada em 1967 e seu nome homenageia uma mulher que foi expoente das transformações e renovações das bibliotecas públicas em centros de cultura. No início de suas atividades, o espaço refletia muito do quadro político em vigor, a ditadura militar, por isso os eventos se centravam mais na comemoração de datas cívicas. Foi a partir dos anos 80 que houve uma preocupação maior em propor a democratização da leitura e, em 1990, a Biblioteca teve seu acervo renovado. Atualmente, a coordenação busca incentivar ações que pautem diversidade, inclusão e pluralidade, uma vez que a maior parte do público frequentador do espaço é composto de jovens afegãos, marroquinos e colombianos.

Programação completa do Sarau
Felipe Carvalho (Intervenção Poético-Musical)
Jô Freitas (Poéticas do Bonfim)
Leitura Dramatizada: Carolina Maria de Jesus (SP Escola de Teatro)
Lews Barbosa (Pocket Show)
+ MICROFONE ABERTO

Produção
Leandro Duarte
Arthur Andrade
Karina Moraes
Renan Wangler
Felipe Carvalho

+ SP Escola de Teatro oferece cinco vagas para imigrantes e refugiados; confira o edital

Serviço
Sarau Jardim Poético
Realização: Biblioteca Pública Municipal Adelpha Figueiredo
Parceria: SP Escola de Teatro
Quando: 15/07, das 10h às 14h
Onde: Biblioteca Pública Municipal Adelpha Figueiredo – Praça Ilo Ottani, 146. Pari. São Paulo – SP
Entrada gratuita

Cartaz de divulgação da performance no Sarau Jardim Poético

Cartaz de divulgação da performance dos estudantes da SP Escola de Teatro no Sarau Jardim Poético, realizado pela Biblioteca Adelpha Figueiredo




Relacionadas:

Notícias | 24/ 06/ 2024

Estudantes da SP Escola de Teatro apresentam a Mostra de Experimentos do 1º semestre de 2024

SAIBA MAIS

Notícias | 21/ 06/ 2024

SP Escola de Teatro, por meio do Programa Oportunidades, realiza oficinas para jovens da Fundação CASA Rio Tâmisa

SAIBA MAIS

Notícias | 21/ 06/ 2024

Espetáculo “2 Palitos” entra em cartaz em julho na SP Escola de Teatro

SAIBA MAIS