Identidade de gênero é mostrada com mistério, humor e música em Pink Star do Satyros

Publicado em: 19/05/2021

A peça desta quarta-feira, 19, da 1ª Mostra Aldir Blanc na SP Escola de Teatro é Pink Star, o 100º espetáculo da Cia de Teatro Os Satyros, que estreou nos palcos em 2017.

A obra é assinada por Ivam Cabral, diretor executivo da SP Escola de Teatro, e Rodolfo García Vázquez, coordenador do curso de Direção da Instituição. Os dois são fundadores dos Satyros e afirmaram que o texto está mais atual do que nunca.

A dramaturgia do espetáculo aborda as definições de gênero e sexualidade do ser humano através de uma narrativa que une mistério, humor e música. Na trama, um detetive investiga o assassinato de Purpurinex Brilhante, uma pessoa que se identifica como além dos gêneros masculino e feminino.

Cena de Pink Star. Foto: Silvio Eduardo

 

Para a criação do texto, Cabral e Vázquez mergulharam nas reflexões de teóricos como Judith Butler e Paul B. Preciado sobre performatividade de gênero e questões ligadas ao queer. As experiências pessoais do elenco também ajudaram a construir a dramaturgia.

A montagem de 2017 de Pink Star conquistou o Prêmio Aplauso Brasil de Melhor Espetáculo de Grupo, além de diversas outras premiações. Agora, adaptada para o formato digital, a peça inclui outros elementos da cultura pop e do universo geek, passando pelo cartoon e anime.

Pink Star

Quarta-feira, 19/05, às 20h.
Gratuito ou colaboração de R$12,50 na SP Escola de Teatro Digital-Sympla

Retire seu ingresso para Pink Star!

Mostra Aldir Blanc na SP reúne 12 peças das 5 regiões do Brasil

Comunicadores convidados dialogam com 12 peças da Mostra Aldir Blanc na SP

Mesa de Discussão: A importância da Lei Aldir Blanc para a Arte na Pandemia

Veja análises das 12 peças da Mostra Aldir Blanc na SP




Relacionadas:

Notícias | 27/ 10/ 2021

Miguel Arcanjo Prado e Ellen de Paula debatem sobre a 3ª edição do Festival Dona Ruth em live transmitida pela SP

SAIBA MAIS

Notícias | 27/ 10/ 2021

“Acervo da biblioteca da SP é fundamental para pesquisadores de dramaturgia brasileira”, afirma Luiz Campos, doutorando da Unesp

SAIBA MAIS

Notícias | 27/ 10/ 2021

O que é complicação?

SAIBA MAIS