Um Espaço Dedicado às Artes

Publicado em: 03/10/2011

Os 64 anos de existência de um dos mais importantes espaços culturais da América Latina foram comemorados ontem (2). Em outubro de 1947, um paraibano e um ítalo-brasileiro fundavam, em São Paulo, o Museu de Artes de São Paulo Assis Chateaubriand, mais conhecido por Masp.

 

O jornalista e empresário Assis Chateaubriand e o negociador de obras de arte Pietro Maria Bardi foram os responsáveis pela criação deste espaço dedicado inteiramente às artes. Foi a partir deste momento que o universo artístico brasileiro conseguiu disputar, de igual para igual, com os países desenvolvidos.

 

Uma terceira pessoa se destacava, ainda que nos bastidores, nessa busca pela concretização de um sonho: Edmundo Monteiro. De office-boy a diretor executivo de uma das unidades mais rentáveis do Associados – grupo que reúne diversos veículos de comunicação –, Monteiro se valia de seu posto para conseguir uma boa negociação com os anunciantes dos jornais e revistas.

 

Com isso, Chateaubriand conseguia arrecadar mais fundos necessários para adquirir as obras de arte. Por essas e outras vantagens é que a sede, que, a princípio, seria construída no Rio de Janeiro, foi fundada em São Paulo. 

 

Fachada do Masp, localizado na Avenida Paulista (Foto: Divulgação)

 

Em 1951, no entanto, o espaço teve de ser demolido para a realização da 1ª Bienal Internacional de Arte de São Paulo. Então, a arquiteta italiana Lina Bo Bardi adaptou o edifício dos Diários Associados e organizou o Masp em quatro andares. Para resolver o problema da nova instalação, mais uma vez estava presente Monteiro. Ele negociou com Adhemar de Barros, então prefeito da Cidade, um bom lugar para “abrigar” o museu. 

 

O novo prédio, que foi projetado por Lina e construído em uma das regiões mais importantes de São Paulo, a Avenida Paulista, em termos de construção civil, é o único no mundo em que o corpo principal é sustentado por quatro pilares, com um vão central livre de 74 metros. Depois de 12 anos em obra (1956-1968), a nova sede finalmente foi inaugurada, e contou com a ilustre presença da Rainha Elizabeth II, da Inglaterra.

 

O Masp é uma entidade sem fins lucrativos que tem por finalidade incentivar, divulgar e amparar as artes de um modo geral e, em especial, as artes plásticas, visando o desenvolvimento e o aprimoramento cultural do povo brasileiro. Por isso, mantém a Pinacoteca, Biblioteca, Fototeca, Filmoteca, Videoteca, Cursos de Artes e serviço educativo de apoio às exposições, bem como a exibição de filmes e concertos musicais.

 

Atualmente, o museu reúne mais de 3.400 obras. Desse acervo, destacam-se obras de Hyeronimus Bosch, Rembrandt, Nicolas Poussin, Van Gogh, Pierre-Auguste Renoir, Edgar Degas e de outros grandes nomes. O Masp participa do circuito internacional das artes, recebendo, regularmente, exposições temporárias da Europa e Estados Unidos e promovendo algumas turnês mundiais. Também realiza, em seus dois auditórios, apresentações de música, conferências e palestras.

 
Texto: Jéssika Lopes

Relacionadas:

Uncategorised | 16/ 12/ 2021

16 de dezembro é dia do Teatro Amador: Conheça mais sobre essa importante prática cultural brasileira!

SAIBA MAIS

Notícias | 03/ 11/ 2021

Danilo Dal Lago, artista egresso da SP, estreia peça que contrapõe escritor periférico e mercado editorial

SAIBA MAIS

Notícias | 28/ 10/ 2021

Maria Bonomi inaugura obra no Memorial da América Latina que homenageia vítimas da pandemia

SAIBA MAIS