Curso ensina que arte de drag queen vai além da maquiagem

Nas aulas, além de técnicas de maquiagem para drag queen, participantes aprendem técnicas ligadas a performance, como teatro e dança. Foto: Jonas Lírio/SP Escola de Teatro

 

JONAS LÍRIO

Parceria entre a SP Escola de Teatro e a Associação Cultural Acadêmicos do Baixo Augusta, um curso voltado à cultura drag queen tem reunido 20 alunos na casa do Baixo Augusta, na Consolação, neste mês de janeiro. Além das principais técnicas de maquiagem usado pelos artistas, as aulas também abordam a desenvoltura e a criação de personagem para as apresentações.

Dividido em três módulos (teatro, dança e maquiagem), o Drag Queen Curso é ministrado pelo diretor e produtor Zecarlos Gomes, que já iniciou mais de 270 artistas no ramo. Segundo ele, que também é ator, o curso oferece caminhos para a construção de personagens drags, mas não se atém somente ao lado prático dessa arte.

“Eu funciono como provocador, porque as aulas são mais um processo autoral de cada participante”, explica. Além de técnicas de maquiagem, dublagem e dança, os participantes são estimulados a trabalhar questões internas, como sonhos e medos, e a externalizá-las por meio da criação de seus personagens.

Para a socióloga Dani Vital, esse lado de reflexão e concepção de personagem nas aulas foi uma boa surpresa. “A gente vê que não é questão só de se maquiar ou andar de salto, é aprender a lidar com suas limitações, seus defeitos e qualidades, e, assim, adquirir mais confiança”, conta ela, que se inscreveu por recomendação de uma amiga que já tinha feito o curso.

As aulas também entusiasmaram o educador Felipe de Paula a trabalhar ainda mais em sua drag queen e a levá-la a mais lugares. “Comecei só pela maquiagem, mas agora estou cada vez mais dentro dessa personagem. Quanto mais ela nasce, mais me dá vontade de continuar”.

Cada vez mais popular, a arte das drag queens ganhou espaço nos últimos anos com o sucesso do reality show norte-americano RuPaul’s Drag Race e, mais recentemente, com a cantora brasileira Pabllo Vittar.

Parceria
A parceria entre a SP Escola de Teatro e o Baixo Augusta foi lançada no ano passado, com dois cursos voltados à produção de eventos. Ao longo de 2018, outras atividades serão oferecidas pelas duas instituições. Para não perder os próximos, siga a Escola no Facebook, Twitter e Instagram.




Posts Archives

Curso ensina que arte de drag queen vai além da maquiagem

Posted on

  JONAS LÍRIO Parceria entre a SP Escola de Teatro e a Associação Cultural Acadêmicos do Baixo Augusta, um curso voltado à cultura drag…

Read more