Em ação com a Escola Padre Anchieta, SP Escola de Teatro abre as portas ao Brás

POR JONAS LÍRIO

Aprendizes do núcleo 4 do módulo vermelho apresentaram fábula musicada para os estudantes. Foto: Jonas Lírio/SP Escola de Teatro.

 

De volta ao Brás há 10 meses, após dois anos da reforma da sede que funciona num prédio histórico do bairro, a SP Escola de Teatro tem recriado uma espécie de teia afetiva com seu entorno. Entre as ações que estabelecem o diálogo mais direto com a comunidade, na última terça-feira (28), aprendizes dos cursos regulares fizeram uma apresentação especial para os estudantes do segundo ano do Ensino Médio da Escola Estadual Padre Anchieta, vizinha da instituição.

Durante a visita, 120 convidados assistiram a dois experimentos cênicos – montagens desenvolvidas ao longo do semestre que fazem parte do processo formativo dos cursos profissionalizantes de teatro. A atividade foi organizada por meio do SP Livros, um projeto criado pela Biblioteca junto com o Programa Kairós, braço social da SP Escola de Teatro que busca aproximar os aprendizes de sua função de artistas/cidadãos.

A ação, além de aproximar as duas instituições, também possibilitou aos visitantes conhecerem melhor o funcionamento da escola de teatro. “Achei tudo bem dinâmico e me fez ter vontade de conferir mais apresentações desse tipo”, diz Gabriel Souza Vale, aluno da Padre Anchieta. Sua colega Lorena Yhulisa conta que também gostou da visita e da oportunidade de conhecer mais sobre a SP Escola de Teatro. “Eu não sabia que ela é pública, que dá para vir assistir a mais apresentações”, comenta. Segundo ela, “os experimentos foram inspiradores”.

 

Um experimento ensaiado na garagem da SP Escola de Teatro, vizinha da E. E. Padre Anchieta chamava a atenção dos alunos, que assistiam tudo pela janela. Foto: Jonas Lírio/SP Escola de Teatro.

 

Atividade

Aprendiz de Direção, Rodriggo Guabiraba é um responsáveis pela atividade e vê nela uma importante forma de incentivar o acesso desses alunos à arte. A ideia de convidar os adolescentes da Padre Anchieta surgiu após uma conversa de Guabiraba com a professora Jenifer Souza, que leciona Sociologia na escola estadual. Ele soube que os ensaios dos trabalhos chamavam a atenção dos alunos. Apresentado na garagem da SP Escola de Teatro, que fica ao lado de algumas salas de aula da escola vizinha, o experimento de um grupo de aprendizes sempre atraía os olhares e a curiosidade dos estudantes.

“Eles ficam extremamente curiosos com a música e quando veem o pessoal ensaiando. Alguns perguntam o que é que os aprendizes estão fazendo; e eu respondo: ‘arte’,” explica Jenifer. Segundo a professora, o acesso ao teatro é importante porque introduz uma nova linguagem no conhecimento dos alunos. “Abre espaço para uma reflexão sobre a sociedade de forma criativa, lúdica, e que consegue questionar paradigmas.”

Ampliação

Se para quem assiste às apresentações o teatro possibilita um novo olhar sobre a cotidiano, a experiência de troca também enriquece os artistas-criadores. Colaboradores do projeto, os aprendizes de Humor Giovanna Paixão e Vitor Dias explicam que os alunos da instituição vizinha são um novo público para eles. “Às vezes, nossa visão foca somente no público que já é conhecedor de teatro. O que pode nos limitar”, diz Giovanna. “E enquanto nós despertamos um olhar artístico neles, eles trazem outras perspectivas para nós”, completa Dias.

Para a coordenadora do Programa Kairós, Cléo De Páris, ações como essa aproximam a SP Escola de Teatro dos moradores, estudantes, frequentadores e comerciantes do Brás, mudam a rotina agitada do bairro e levam “poesia para o concreto”. “O Brás é um bairro muito inóspito, um lugar de passagem; as pessoas nem percebem que existe um equipamento cultural tão importante como a SP Escola de Teatro, do qual podem desfrutar e fazer parte”, afirma Cléo. Segundo ela, com essa abertura as pessoas passam a entender melhor o teatro e têm a possibilidade de, inclusive, fazer parte da Escola.




Posts Archives

Em ação com a Escola Padre Anchieta, SP Escola de Teatro abre as portas ao Brás

Posted on

POR JONAS LÍRIO   De volta ao Brás há 10 meses, após dois anos da reforma da sede que funciona num prédio histórico do…

Read more