Morre o escritor e psicanalista Contardo Calligaris

Morreu nesta terça-feira, 30, o psicanalista e dramaturgo Contardo Calligaris. O italiano, radicado em São Paulo, tinha 72 anos e teve sua morte confirmada pelo filho, Max Calligaris, em uma postagem no Instagram. Ele estava fazendo um tratamento de saúde, mas o motivo da morte não foi revelado.

Muito prestigiado pelo seu trabalho e análises, ele atuava como colunista do jornal Folha de S.Paulo desde 1999, sendo considerado um dos grandes pensadores sobre o Brasil.

Contardo Calligaris Lança Livro em Seis Cidades

É autor dos livros Hello Brasil!, pela Editora Três Estrelas, Cartas a um Jovem Terapeuta, pela Editora Planeta, e Coisa de Menina?, com Maria Homem, pela Editora Papirus, entre outras obras e ensaios.

Também foi o primeiro presidente do Conselho de Administração da Associação dos Artistas Amigos da Praça (Adaap), instituição que gere a SP Escola de Teatro.

Ivam Cabral, diretor executivo da instituição, lamentou consternado a morte do querido amigo.

“Nos últimos 20 anos, Contardo Calligaris esteve presente nos momentos mais importantes da minha vida. Fundamental em toda a história dos Satyros na Praça Roosevelt, foi o primeiro presidente do Conselho de Administração da Adaap. Durante os muitos anos que atuou como conselheiro, não faltou a uma única reunião e costumava marcar encontros com os secretários de cultura para pedir suplementação dos nossos orçamentos”.

Além disso, o ator e dramaturgo relembra o apoio que Contardo deu ao projeto da SP e como ele era um entusiasta do teatro brasileiro.

“Ele Frequentou o nosso apartamento na rua Augusta, em encontros sempre muito animados, que varavam as madrugadas. Nosso último encontro foi um tempinho antes do isolamento social, quando esteve no Satyros para ver Todos os Sonhos do Mundo. Nesta noite, me lembro bem, falamos sobre sua volta ao conselho da Adaap. Dias depois, escreveu sobre a peça em sua coluna na Folha de S.Paulo. Mandei uma mensagem de agradecimento e ele me respondeu: ‘Oi querido, saímos direto para o Rio e deixei para te dizer hoje: foi muito bom, não só voltar aos Satyros e rever você e o Rodolfo. Foi muito bom assistir aos Sonhos, que achei maduro e comovedor. Obrigado e um beijo grande. Nosso último contacto foi por uma vídeo chamada, no ano passado, quando quis lhe contar que estava estudando psicanálise. Nossa, vai fazer uma falta danada…”.

Contardo Calligaris

Nascido em Milão, em 2 de junho de 1948, Calligaris estudou Epistemologia Genética na Suíca, e também Ciências Sociais e Letras. Em Paris, fez doutorado em Semiologia com o grande intelectual Roland Barthes. Nesta época, começou a fazer análise como paciente e se interessou pela Psicanálise.

Em 1975, entrou para a Escola Freudiana de Paris, na qual ouvia Jacques Lacan apresentar casos de seus pacientes. Tornou-se doutor em Psicologia Clínica pela Universidade de Provença, na França.

Depois, transferiu-se para os Estados Unidos, onde lecionou Antropologia na Universidade da Califórnia em Berkeley e ainda Estudos Culturais na The New School de Nova York.

Calligaris esteve no Brasil pela primeira vez em 1986, para dar palestras sobre seu livro. Se apaixonou pelo país e nunca mais nos abandonou. Era casado com a atriz Mônica Torres. Deixa um filho- Max- e um neto. Em parceria com o herdeiro e Thiago Dottori, desenvolveram o projeto de PSI, série da HBO que contava a história de um psicanalista, um alter ego dele.




Posts Archives

Morre o escritor e psicanalista Contardo Calligaris

Posted on

Morreu nesta terça-feira, 30, o psicanalista e dramaturgo Contardo Calligaris. O italiano, radicado em São Paulo, tinha 72 anos e teve sua morte confirmada…

Read more