Em atendimento à legislação eleitoral, os demais conteúdos deste site ficarão
indisponíveis de 2 de julho de 2022 até o final da eleição estadual em São Paulo.
Em atendimento à legislação eleitoral, os demais conteúdos deste site ficarão indisponíveis de 2 de julho de 2022 até o final da eleição estadual em São Paulo.
EN | ES

“Acredito na potência desse espetáculo e na mensagem que ele transmite!” comenta Leandro Vieira, estudante da SP que estrela o musical A Cor Púrpura

Na foto o ator Leandro Vieira. / Divulgação

Em cartaz até o dia 19 de dezembro, no Teatro Sérgio Cardoso, o espetáculo A Cor Púrpura retornou aos palcos com uma versão musical inédita no Brasil! Em sua última temporada em 2019, a peça recebeu mais de 70 prêmios e 85 indicações, tendo feito estrondoso sucesso de público e crítica.

Artista Eleonora Fabião conclui ação que uniu SP Escola de Teatro a outras instituições públicas na 34º Bienal de São Paulo

Já tendo conquistado o público do Rio de Janeiro, Salvador e São Paulo com suas apresentações, o espetáculo conta com uma grande produção; são mais de 90 figurinos, um palco giratório de 6 metros de diâmetro e uma escada curva com sistema de traveling em volta do cenário.

Um dos destaques do elenco da peça é Leandro Vieira, estudante de atuação da SP Escola de Teatro. Em conversa com a comunicação, ele contou como é fazer parte da adaptação brasileira de um dos mais importantes livros do século XX, que aborda o racismo na sociedade norte-americana, mas é universal.

“Contar uma história como a de A Cor Púrpura é falar também sobre a narrativa de muitas outras pessoas, mulheres, homens, pretos, pretas e pretes, o espetáculo aborda muitos temas como: machismo, sexismo, violência contra a mulher, fala de dor, mas também fala de amor, descoberta e superação, e problematizar todas essas ranhuras desses lugares, que muitas vezes não falamos, é uma forma de dar voz a muitas outras bocas e levar a magia do teatro através da grandiosidade que é este musical. Faço dois personagens que fazem parte da costura dessa trama, o Buster, um pugilista que se envolve rapidamente com a Sofia, uma das personagens centrais da peça, e faço o personagem Adam, filho mais velho da protagonista que é tirado dos braços da mãe ainda bem pequeno. ”

Alexandre Borges se emociona no Festival Satyrianas 2021 e elogia projeto: “É admirável”

A peça é baseada no premiado livro de Alice Walker, que venceu o Prêmio Pulitzer, e no memorável filme de Steven Spielberg. O texto é de Marsha Norman, música de Brenda Russell, Allee Willis e Stephen Bray, e a adaptação brasileira foi feita por Artur Xexéo. A direção é de Tadeu Aguiar, o diretor musical é Tony Lucchesi, produção de elenco de Marcela Altberg, cenário de Natalia Lana, figurinos de Ney Madeira e Dani Vidal, coreografias de Suely Guerra, coordenação de produção de Norma Thiré e produção de Tadeu Aguiar e Eduardo Bakr da “Estamos Aqui Produções Artísticas”.

“Quando recebi a resposta de que havia passado no teste em 2019, não tinha acreditado, vi o filme muitas vezes quando era um adolescente, foi muito importante ter uma resposta positiva que faria o musical, não somente para minha carreira, mas também para o que eu acredito enquanto causa.” Pontua Leandro. “Sempre me vem a pergunta enquanto artista antes de fazer qualquer trabalho: Quais são as “guerras” que quero assumir? Acho que a cor púrpura fala de uma causa mais que justa, a de dar voz, e eu não poderia mesmo ficar fora dessa!! Acredito na potência desse espetáculo e na mensagem que ele transmite, logo acredito também nos meus amigues de cena, todes INCRÍVEIS!”

 

A narrativa conta uma saga familiar inspiradora a partir da trajetória de Célie, uma mulher que através do amor, encontra a força para triunfar sobre a adversidade e descobrir sua voz no mundo. Além disso, o espetáculo também induz à reflexão sobre a questão da desigualdade entre os gêneros, etnias e classes sociais. Apesar de retratar o início do século XX, as pautas tratadas são muito atuais e relevantes na contemporaneidade. Além de Leandro, estão no elenco grandes destaque do teatro musical como Letícia Soares, Sérgio Menezes, Lilian Valeska, Flavia Santana e Jorge Maia.

Dança vertical, balé e solos encantam o público e se destacam no terceiro dia da 22ª edição do Festival Satyrianas

Leandro convida a todos para assistir este maravilhoso espetáculo e celebra o seu triunfo:

“Como diz a letra da música que Celie canta: ESTOU AQUI!! ESTAMOS LÁ de sexta a domingo, 17 artistas, entre atrizes e atores, pretos, pretas e pretes, em cena, respirando juntes, dando as mãos para contar essa linda história de amor e superação.”

Serviço

Teatro Sérgio Cardoso
De 12 de novembro a 19 de dezembro – Sexta às 20h; Sábado às 16h e 20h30; Domingo às 17h. (Acesse a agenda do e-Urbanidade e saiba mais.)
12 anos.
180 minutos.

Ficha técnica

Texto: Marsha Norman
Músicas: Brenda Russell, Allee Willis e Stephen Bray
Versão Brasileira: Artur Xexéo
Direção Geral: Tadeu Aguiar
Direção Musical: Tony Lucchesi
Elenco: Letícia Soares, Wladimir Pinheiro, Flávia Santana, Jorge Maia, Alan Rocha, Ester Freitas, Erika Affonso, Analu Pimenta, Suzana Santana, Cláudia Noemi, Hannah Lima, Caio Giovani, Renato Caetano, Thór Jr, Gabriel Vicente, Leandro Vieira, Nadjane Rocha.
Assistência de direção: Flávia Rinaldi
Produção de elenco: Marcela Altberg
Cenário: Natália Lana
Figurino: Ney Madeira e Dani Vidal
Desenho de luz: Rogério Wiltgen
Desenho de som: Gabriel D’Angelo
Coreografia: Sueli Guerra
Assistência de cenografia: Gisele Batalha
Assistência de Coreografia: Olívia Vivone
Assistência de direção musical: Thalyson Rodrigues
Assessoria de imprensa: Morente Forte
Mídias sociais: Rafael Nogueira
Designer gráfico: Alexandre Furtado
Produção executiva: Edgard Jordão
Coordenação de produção: Norma Thiré
Produção Geral: Eduardo Bakr




Posts Archives

“Acredito na potência desse espetáculo e na mensagem que ele transmite!” comenta Leandro Vieira, estudante da SP que estrela o musical A Cor Púrpura

Posted on

Em cartaz até o dia 19 de dezembro, no Teatro Sérgio Cardoso, o espetáculo A Cor Púrpura retornou aos palcos com uma versão musical…

Read more

Atores e dramaturgos periféricos são destaque no festival de teatro online da Trupe Investigativa Arroto Cênico

Posted on

Nesta última sexta-feira, 15, teve início a primeira edição do Festival Sonoridades Cênicas – Novas Dramaturgias que ocorrerá até o dia a 24 de…

Read more

Letícia Soares, protagonista de A Cor Púrpura, faz tributo à Ella FitzGerald em teatro no Rio

Posted on

Letícia Soares faz um tributo à Ella FitzGerald no palco do teatro Prudential, no Rio de Janeiro, neste sábado, 16, às 20h. Em decorrência…

Read more