SP Escola de Teatro na Virada Cultural com maratona teatral

Publicado em: 14/05/2014

Além de marcar presença na Virada Educação, a SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco também estará na Virada Cultural, que acontece neste fim de semana em São Paulo, com 12 horas ininterruptas de leituras e jam session conduzidas pela equipe artística da residência teatral do dramaturgo e diretor Francisco Carlos na Escola.

 

As atividades têm início às 20h do sábado (17), com a apresentação do espetáculo “São Paulo Chicago”. Depois, às 22h, será apresentada a ação cênica “Sonata fantasma bandeirante”, seguida, à 0h, do relatório cênico “Crepúsculo da terra guarani”. A programação encerra com a apresentação do processo cênico “Western-Spaghetti Paulista”, exibido ao público das 2h às 8h de domingo (18). 

 

“São Paulo Chicago” (Foto: Eduardo Martins)

 

Alessandra Negrini, Nelson Baskerville e Hercules Morais compõem o elenco de “Sonata fantasma bandeirante”. Na peça, uma família paulista de 1600, o pai, a mãe-mulher-branca e um filho adolescente, vulgos fidalgos de então, formam a família paulista na sua invenção e no seu teatro de memória bandeirante. No centro a mãe, mulher branca, segregada e governando a casa com voz rouca. O pai e seu arsenal de armas protegendo o lar e o povoado despoliciado, predador, violento. A casa grande e vazia, móveis raros, louças escassas. Espectros da história paulista de 1600 encenam uma sonata fantasma.

 

Já “São Paulo Chicago”, montagem que atualmente está em cartaz na SP Escola de Teatro, é uma “jam session cênica” que desconstrói acontecimentos históricos paulistas de 1890 a 1930, trazendo à tona a pesquisa sobre a história do bandeirismo paulista. Na trama, São Paulo torna-se imagem e semelhança de Chicago. Uma metrópole substituindo a cidade colonial.

 

“Crepúsculo  da terra guarani” foi criado a partir do mito de “Destruição da Terra” dos Apapocuva Guarani, coletado por Curt Nimuendaju entre 1905 e 1913. O processo cênico “Western-Spaghetti Paulista”, por sua vez, é composto por jogos de guerra entre bandeirantes, missionários e indígenas, com linguagem concebida a partir da filmografia de Sérgio Leone.

 

Todas as atividades acontecerão na Sede Roosevelt da Escola, com entrada gratuita e aberta ao público.

 

Serviço

Maratona teatral de Francisco Carlos 

Quando: Das 20h do dia 17/5 até as 8h do dia 18/5

Onde: SP Escola de Teatro – Sede Roosevelt

Praça Roosevelt, 210 – Centro

Tel.: (11) 3775-8600

Grátis

 

Texto: Felipe Del

Relacionadas:

Notícias | 03/ 11/ 2021

Danilo Dal Lago, artista egresso da SP, estreia peça que contrapõe escritor periférico e mercado editorial

SAIBA MAIS

Notícias | 28/ 10/ 2021

Maria Bonomi inaugura obra no Memorial da América Latina que homenageia vítimas da pandemia

SAIBA MAIS

Uncategorised | 01/ 10/ 2021

Festival Satyricine Bijou anuncia vencedores da mostra competitiva e homenageia a atriz e cineasta Helena Ignez

SAIBA MAIS