SP Escola de Teatro lança novo modelo de intercâmbio para Portugal

Publicado em: 05/05/2017

 
O diretor executivo da SP Escola de Teatro, Ivam Cabral (à dir.), com representantes da Esap. Foto: Divulgação
 
Uma nova parceria firmada pela SP Escola de Teatro com uma instituição de ensino em Portugal vai ampliar o intercâmbio de aprendizes e colaboradores na cidade do Porto. Além da Escola Superior de Música, Artes e Espectáculo (Esmae), que já é parceira do centro de formação paulista, agora foi selado um acordo com a Escola Superior Artística do Porto (Esap), que entra em vigor a partir do segundo semestre deste ano e é destinado a pesquisas nas diversas áreas das Artes Cênicas. 
 
Coordenado pelo setor de Projetos Internacionais da SP Escola de Teatro, a parceria inaugura um novo modelo de intercâmbio – diferente dos processos seletivos para viagens a outros países que são feitos através de chamamentos, com carta de intenção e ficha cadastral. Para concorrer a uma vaga, os interessados precisam apresentar um projeto de pesquisa que será desenvolvido durante a estadia em Portugal. A proposta será analisada e, se aprovada, a Escola faz o intermédio da ida do candidato às instituições portuguesas. 
 
“A SP Escola de Teatro se pauta bastante por estar em conexão com ações que venham de fora da instituição. Com o que acontece ao nosso redor, o que está no nosso entorno. Desde a nossa origem, temos olhado para fora”, explica o diretor executivo Ivam Cabral. Foi ele quem assinou o acordo com a Esap, em Portugal, no final de abril, durante uma ida ao país europeu para apresentar o modelo pedagógico da SP Escola de Teatro em um encontro sobre ensino na Universidade de Coimbra e para o lançamento do livro “Léxico de Pedagogia do Teatro” (Perspectiva).
 
 
O intercâmbio para Portugal é aberto a aprendizes, aprendizes egressos (que tenha terminado os quatro módulos de formação há, no mínimo, um ano), coordenadores e formadores dos cursos regulares da SP Escola de Teatro. Para participar do programa, no entanto, os intercambistas precisam se transferir ou se matricular no módulo prata, criado para uma formação continuada. 
 
“Essa possibilidade de intercâmbio muda mais do que a vida do aprendiz ou só da escola de teatro; isso muda comportamento, quebra paradigmas, nos coloca em contato com uma cultura tão próxima e, ao mesmo tempo, tão distante de nós”, pontua Ivam Cabral. “A gente acaba abrindo um espaço de troca raramente visto.”
 
Os processos de seleção para estudar em Portugal serão feitos no início dos semestres letivos. O primeiro deles já acontece no próximo mês de agosto. O intercâmbio tem duração máxima de seis meses. Os custos com passagem, hospedagem e alimentação são de responsabilidade do intercambista.

Relacionadas:

Intercâmbio | 19/ 12/ 2018

Adaap lança edital de intercâmbio para a SP Escola de Teatro

SAIBA MAIS

Intercâmbio | 29/ 06/ 2018

Confira o resultado final do programa de Intercâmbio Nacional 1/2018

SAIBA MAIS

Intercâmbio | 25/ 06/ 2018

Confira os convocados para entrevistas de seleção do Intercâmbio Nacional

SAIBA MAIS