SP Dramaturgias recebe o texto “Ela Não Mora Mais Aqui”, de Ana Carolina de Oliveira

Publicado em: 02/05/2016

Você conhece o seu vizinho de porta? Se você vive em uma grande cidade, como São Paulo, as chances de você não saber quem mora no andar do seu apartamento são altas. Apesar de as megalópoles terem milhões de pessoas, não é comum que seus habitantes se sintam sozinhos, mesmo no meio do mundaréu.
 
É sobre esse aspecto — e outros — que fala o texto “Ela Não Mora Mais Aqui”, assinado pela aprendiz do Curso Regular de Dramaturgia, Ana Carolina de Oliveira. A peça ganha leitura dramática no SP Dramaturgias, na terça-feira, 10 de maio, na sede Roosevelt da SP Escola de Teatro.
 
No enredo, Clara e Tereza moram uma em frente à outra e monologam sobre suas próprias vidas. Elas têm em comum a ausência de uma terceira personagem, além da samambaia de plástico que acompanha a vida das duas — e até se mostra mais viva do que ambas.
 
“As vidas das duas se movimentam em torno dessa ausência”, explica Ana Carolina. A aprendiz criou o texto a partir de diversas referências e situações vivenciadas por ela ou por pessoas próximas.
 
A ideia surgiu em 2012, quando Ana Carolina trabalhava em um prédio comercial, sentada perto de uma janela. Por vezes, contemplava São Paulo do alto, tentando enxergar as minúcias da cidade. “Um dia, olhei para o prédio da frente e notei uma senhora debruçada sobre a janela. Estática. Eu não conseguia enxergar seu rosto direito, ela parecia estar morta”, diz, frisando que ficou assustada.
 
Quando a velhinha saiu da janela, a dramaturga ficou aliviada e anotou em um caderno: “Daqui, do lugar onde estou, não consigo enxergar as pessoas que estão à minha frente. Por quê?”. A imagem e a pergunta rondaram sua cabeça até ela resolver colocar tudo no papel.
 
O texto “Por Elise”, de Grace Passô, também foi uma influência. “É o meu texto teatral preferido. Tem nossas contradições sentimentais, nosso envolvimento com as coisas e o quanto nos protegemos delas”, diz.
 
O término de um relacionamento também colaborou na escrita de “Ela Não Mora Mais Aqui”. “Quando acaba uma relação amorosa, não sabemos lidar com todas as ‘minhocas’ que andam por nós e nos comem por dentro.”
 
Ana Carolina está em seu último semestre na Escola. Hoje, quando olha para trás e se imagina no primeiro semestre, ela percebe a mudança. “Entrei totalmente crua. Tinha muito o que falar, mas não sabia exatamente como”, lembra. Para ela, o contato com artistas possibilitou que ela aprendesse e amadurecesse como dramaturga, levando aspectos positivos para sua carreira. “A SP Escola de Teatro contribuiu para o meu crescimento como artista e, principalmente, como pessoa.”
 
Ficha técnica
Coordenação: Marici Salomão e Alessandro Toller
Orientação: Cecilia Bilanski
Direção: Daniele Veiga
Dramaturgismo: Lucas Vanatt e José Nunes de Oliveira Jr.
Elenco: Ingrid dos Santos Alecrim, Sergio Passarelli de Almeida e Daniele Veiga
Sonoplastia: Dora Florêncio
Iluminação: Rodrigo Damas
 
Serviço
“Política da Editora” – SP Dramaturgias
10 de maio, terça-feira, 20h
Sala R1 – SP Escola de Teatro. Praça Roosevelt, 210, metrô República, 3775-8600

Grátis e aberto ao público

Relacionadas:

Notícias | 03/ 11/ 2021

Danilo Dal Lago, artista egresso da SP, estreia peça que contrapõe escritor periférico e mercado editorial

SAIBA MAIS

Notícias | 28/ 10/ 2021

Maria Bonomi inaugura obra no Memorial da América Latina que homenageia vítimas da pandemia

SAIBA MAIS

Uncategorised | 01/ 10/ 2021

Festival Satyricine Bijou anuncia vencedores da mostra competitiva e homenageia a atriz e cineasta Helena Ignez

SAIBA MAIS