Sobrevento traz para São Paulo a companhia belga Gare Centrale

Publicado em: 14/04/2015

Em maio, o Grupo Sobrevento, referência nacional em teatro de animação, traz para o Brasil um dos maiores nomes do teatro de bonecos em todo o mundo: a companhia belga Gare Centrale, de Agnès Limbos, que apresenta espetáculo inédito e ministra oficina intensiva no projeto “Teatro de objetos: desumanização nas grandes cidades”.

 

Coordenada por Agnès Limbos e realizada no Itaú Cultural (Av. Paulista, 149), nos dias 6, 7 e 8 de maio, das 9h às 13h, a oficina “O ator e o objeto: as possibilidades de teatro e poesia que nascem desse confronto” está com inscrições abertas. Elas devem ser feitas até o dia 17 de abril, clicando aqui. O público-alvo é composto por manipuladores, atores, dançarinos, cenógrafos e diretores.

 

O objetivo do curso é expandir as fronteiras do mundo conhecido e aventurar-se intuitivamente em áreas obscuras que mexam com ideias de valor e tamanho. Todos os participantes, cada um com sua própria performance, trarão “sua água para mover o moinho”, questionando, juntos, a problemática da presença do ator-manipulador no palco. Durante o curso, Agnès propõe uma exploração a fundo desta distinta e singular forma dramática, na qual o objeto é manipulado totalmente à vista do público e o ator está no centro do espaço.

 

Compagnie Gare Centrale é referência mundial no teatro de bonecos

 

Já o espetáculo “Ressaca” será apresentado gratuitamente nos dias 5 e 9 de maio, às 20h, e 10 de maio, às 19h, na Sala Itaú Cultural. A peça é encenada em inglês, com legendas em português. Os ingressos estarão disponíveis meia hora antes, na bilheteria.

 

Na trama, está um casal à beira de um ataque de nervos. Depois de ter perdido tudo (sua casa, seu carro e até mesmo sua camisa), o que está por vir? A crise. Eles se encontram perdidos, em um barco velho, no meio do mar. Passam ao lado de uma ilha e de um farol e nem se dão conta, até que, finalmente, chegam à África. Logo percebem que aquela terra virgem está repleta de riquezas e, então, descobrem uma oportunidade de se reerguer. 

 

A montagem leva ao público um teatro de objetos sofisticado, preciso e rítmico, criado a partir de diálogos e de música, onde o ator faz um jogo de interpretação, canto e narração, criando um efeito de distanciamento pelo qual revela ao espectador o seu ponto de vista em relação à cena.

 

Sobre a Cia. Gare Centrale

A Gare Centrale foi criada em Bruxelas (Bélgica), em 1984. Com onze espetáculos em repertório, a companhia tem desenvolvido uma pesquisa singular em torno do Teatro de Objetos e de Animação. Por meio de seus espetáculos e suas colaborações, Agnès Limbos busca exercer um teatro popular de qualidade, cheio de emoções, no ponto de encontro da compreensão contraditória fantasia-realidade tragicômica do universo, da força do instinto e da pesquisa de uma linguagem visual e corporal, em constante evolução. Busca criar espetáculos vivos, divertidos, emocionantes e de comunhão. Todos os seus espetáculos receberam prêmios em numerosos festivais de teatro e têm sido apresentados em mais de 25 países. Agnès Limbos é tida como a grande dama do Teatro de Objetos. Além de atriz e diretora, é uma renomada professora e acompanhou muitos jovens artistas, em seus percursos artísticos, tendo dado aulas em algumas das principais Escolas de Teatro Contemporâneo do mundo, como a Escola Superior das Artes da Marionete, de Charleville-Mèzières, França e a Escola de Teatro Visual, em Tel Aviv, Israel. Apaixonada pelo teatro, descobridora de miniaturas de brinquedo nas embalagens de sabão em pó e contempladora das árvores e do céu, vive parte de sua infância na África e formou-se em Ciências Políticas e Filosofia. Preferindo os caminhos do mundo aos bancos da universidade, ela começa uma viagem que a leva, entre outras, à Escola Internacional de Mímica e Teatro do Movimento Jacques Lecoq, em Paris, de 1977 a 1979, ao México, de 1980 a 1982, e à criação da Compagnie Gare Centrale.

 

O teatro de objetos do Sobrevento

Desde 2010, o Sobrevento vem focando sua pesquisa no teatro de objetos – linguagem artística que propõe o uso de objetos prontos no lugar de bonecos construídos para a cena. O grupo trouxe ao Brasil os maiores nomes da área, promoveu festivais, oficinas, palestras e debates com os criadores mais representativos. Explorou as possibilidades e limitações do teatro de objetos em três espetáculos – “Bailarina” (para bebês), “São Manuel Bueno, mártir” e “Sala de estar”, confundindo fronteiras, rasgando rótulos, criando encontros artísticos intensos e raros a cada montagem.

 

O projeto “Teatro de objetos: desumanização nas grandes cidades”, idealizado pelo Sobrevento, está entre os 104 selecionados pelo programa Rumos Itaú Cultural (foram inscritas mais de 15 mil propostas). Graças ao apoio do programa, o grupo promoverá intercâmbios com a belga Agnès Limbos e com o italiano Antonio Catalano, expoentes mundiais do Teatro de Objetos. Os artistas virão a São Paulo para colaborar com o processo de criação do novo espetáculo do grupo e vão apresentar espetáculos, além de coordenar oficinas abertas, direcionadas a profissionais. O novo espetáculo do sobrevento tem estreia prevista para julho, no Itaú Cultural, em São Paulo, e conta com o apoio do Programa Rumos Itaú Cultural e do Programa Municipal de Fomento ao Teatro. Em seguida, o espetáculo entra em cartaz no Espaço Sobrevento.

 

Serviço

“Ressaca”

Quando: Dias 5 e 9 de maio, às 20h; e 10 de maio, às 19h

Onde: Sala Itaú Cultural

Av. Paulista, 149 – Bela Vista

Tel.: (11) 2168-1777

Duração: 75 minutos

Não recomendado para menores de 12 anos

Grátis (ingressos disponíveis meia hora antes das sessões)

 

Oficina “O ator e o objeto: as possibilidades de teatro e poesia que nascem desse confronto”

Quando: Dias 6, 7 e 8 de maio, das 9h às 13h

Onde: Itaú Cultural

Av. Paulista, 149 – Bela Vista

Inscrições até o dia 17 de abril, aqui.

Relacionadas:

Notícias | 03/ 11/ 2021

Danilo Dal Lago, artista egresso da SP, estreia peça que contrapõe escritor periférico e mercado editorial

SAIBA MAIS

Notícias | 28/ 10/ 2021

Maria Bonomi inaugura obra no Memorial da América Latina que homenageia vítimas da pandemia

SAIBA MAIS

Uncategorised | 01/ 10/ 2021

Festival Satyricine Bijou anuncia vencedores da mostra competitiva e homenageia a atriz e cineasta Helena Ignez

SAIBA MAIS