Série Minimalista | ‘Romeu e Julieta’

Publicado em: 16/10/2014

 

A SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco lançou recentemente a Série Minimalista, que traz ilustrações de peças e personagens do universo teatral criadas com poucos elementos.

 

Para começar a série, foram selecionados três clássicos do teatro: “Hamlet”, de William Shakespeare; “Esperando Godot”, de Samuel Beckett; e “Vestido de noiva”, de Nelson Rodrigues. 

 

Agora, na segunda edição da série – que ganhou periodicidade: toda semana, às quintas-feiras, aqui no portal e nas redes sociais –, uma peça não menos clássica e importante: “Romeu e Julieta”, de Shakespeare.

 

A obra, que é tida por muitos como a maior história de amor de todos os tempos e arquétipo do amor juvenil, foi escrita entre 1591 e 1595 e se passa em Verona, na Itália. Na trama, a relação entre os protagonistas é proibida por conta da ferrenha rivalidade entre suas famílias. De um lado, os Montecchios; de outro, os Capuletos. 

 

Os membros das famílias viviam em pé de guerra. Como numa armadilha do destino, durante um baile de máscaras na casa dos Capuletos, Romeu e Julieta se conhecem e imediatamente se apaixonam um pelo outro. No entanto, logo se desesperam ao saber que pertencem a famílias inimigas.

 

Decidem, então, casar-se em segredo, com a ajuda de frei Lourenço, que o faz com a esperança de reconciliação entre as famílias – o que só viria a acontecer, de fato, após a trágica morte do casal.

É justamente o momento mais tenso da história o escolhido para retratar a peça: Romeu, desesperado ao encontrar Julieta “morta”, decide pôr fim à própria vida tomando um veneno. Na verdade, a amada não estava sem vida, apenas em estado de coma proposital: ela havia ingerido uma substância que a deixou aparentemente morta por algumas horas, assim, a família não a forçaria a casar com o Conde Páris. Na sequência, ao acordar e ver seu amado abraçado a ela e já sem vida, resolve findar seu sofrimento, suicidando-se com o punhal de Romeu.

 

A tragédia influenciou um sem-número de histórias desde sua publicação, nos mais variados formatos, especialmente no teatro, tornando-se uma das maiores referências da obra de Shakespeare.

 

Se você quiser ver retratada alguma peça ou personagem nesta seção, faça suas sugestões pelo e-mail info@spescoladeteatro.org.br ou por nossas redes sociais (fb.com/spescoladeteatro e twitter.com/escoladeteatro).

 

Confira todas as ilustrações publicadas até agora.

 

Texto: Felipe Del

Relacionadas:

Série Minimalista | 28/ 05/ 2015

Série Minimalista | Os Miseráveis

SAIBA MAIS

Série Minimalista | 07/ 05/ 2015

Série Minimalista | ‘Auto da Compadecida’

SAIBA MAIS

Série Minimalista | 30/ 04/ 2015

Série Minimalista | ‘Rei Lear’

SAIBA MAIS