São Paulo Companhia de Dança disponibiliza “Le Spectre de la Rose” no YouTube

Publicado em: 30/04/2020

A São Paulo Companhia de Dança disponibilizou no seu canal do YouTube, até 7 de maio, versão integral de “Le Spectre de la Rose”, coreografada por Mario Galizzi, em 2014, a partir do original de 1911 de Michel Fokine (1880-1942). A música de Carl Maria von Weber é executada por Cristian Budu, e a interpretação é dos bailarinos Luiza Yuk e Yoshi Suzuki. Há também uma versão do vídeo com audiodescrição.

“Le Spectre de la Rose” é um clássico moderno que estabelece uma nova relação entre o homem e a mulher. Baseada no poema de Théophile Gautier (1811-1872), na obra, a figura contemplativa e fantástica passa a ser do bailarino, que interpreta o espírito de uma rosa recebida por uma jovem em seu primeiro baile. Ao retornar para casa, ela adormece e sonha com o perfume da flor, que é o mesmo do jovem que a presenteou. Ele aparece em seu sonho como um espectro para dançar com ela.

COMPANHIA

A SPCD é um corpo artístico da Secretaria de Cultura e Economia Criativa do Governo do Estado de São Paulo, gerida pela Associação Pró-Dança e dirigida por Inês Bogéa, doutora em artes, bailarina, documentarista e escritora.

Apresenta espetáculos de dança no Estado de São Paulo, no Brasil e no exterior e hoje é considerada uma das mais importantes companhias da América Latina pela crítica especializada. Desde sua criação, já foi assistida por um público superior a 732 mil pessoas em 17 diferentes países, passando por mais 142 cidades em cerca de 960 apresentações. Acumula mais de 30 prêmios nacionais e internacionais.

Além da difusão e circulação de espetáculos, tem mais duas vertentes de ação: os programas educativos e de sensibilização de plateia e registro e memória da dança.

CULTURA EM CASA

Assim como outros equipamentos, a SP Escola de Teatro criou uma programação especial na internet para oferecer ao seus seguidores. Assim, está disponível uma série de conteúdos multimídia, como vídeos de espetáculos e de palestras e bate-papos de nomes como as atrizes Fernanda Montenegro, Nathalia Timberg e Denise Fraga, a monja Coen, a escritora Adélia Prado e o pastor Henrique Vieira, além de cursos gratuitos a distância.

O acervo ainda inclui filmes produzidos pela Escola Livre de Audiovisual (ELA) – iniciativa da Associação dos Artistas Amigos da Praça (Adaap), gestora da SP Escola de Teatro – em parceria com instituições internacionais, com a Universidade das Artes de Estocolmo (Suécia).

#paraassistiremcasa #culturaemcasa #teatroemcasa



Relacionadas:

Notícias | 01/ 12/ 2021

Secretaria de Cultura abre inscrições de Edital para artistas interessados em promover formação artística!

SAIBA MAIS

Notícias | 30/ 11/ 2021

Dança é destaque no Festival Satyrianas 2021 que acontece nos palcos da unidade Roosevelt da SP

SAIBA MAIS

Notícias | 30/ 11/ 2021

SP Dramaturgias: leitura dramática de texto de Ewerton Frederico acontece na próxima quarta-feira, 8

SAIBA MAIS