EN | ES

Saiba quem são os convidades, convidades e convidados da 4ª mesa do Seminário “O Sujeito Histórico do Teatro de Grupo do Estado de São Paulo”, uma ação da Adaap em parceria com o Itaú Cultural

Publicado em: 23/08/2022 |

Nesta quinta-feira, 25, das 15h às 17h, acontece a 4ª Mesa do Seminário O Sujeito Histórico do Teatro de Grupo do Estado de São Paulo, ação da Adaap, Instituição ligada à Secretaria de Cultura e Economia Criativa e São Paulo e gestora da SP Escola de Teatro, em parceria com o Núcleo de Artes Cênicas do Itaú Cultural. Os convidados de hoje são Tiago Munhoz, Claudio Mendel, Jorge Vermelho, Alexandre Melinsky e Raquel Rollo, e eles discutirão o tema “Os festivais de teatro e os intercâmbios de experiências”. O evento é online e gratuito, com transmissão ao vivo pelo canal no Youtube da SP e interpretação simultânea em Libras.

A iniciativa busca trazer debates, discussões, compartilhar experiências e investigações acerca das múltiplas manifestações cênicas paulistas, além de evidenciar a temática. Cada encontro procura discutir assuntos fundamentais e pouco discorridos, como a trajetória dos coletivos caiçaras, a atuação do teatro da maresia, a importância da cultura popular nos modos de representação contemporâneos, as diversas vanguardas teatrais, os festivais de teatro e os intercâmbios de experiências que acontecem no interior de São Paulo.

Inscreva-se para o workshop gratuito e presencial | Corpo, vídeo e espaço, que acontece no sábado, 03/09

Na sessão desta quinta, a pauta será os diversos festivais de teatro e os intercâmbios de experiências que acontecem há décadas no interior paulista e movimentam uma enorme troca de saberes e experiências artísticas, tais como: Festival Santista de Teatro (FESTA), Festival Internacional de Teatro de São José do Rio Preto (FIT), o Festival Nacional de Teatro do Vale do Paraíba (Festivale) e o Festival Nacional de Teatro de Piracicaba (Fentepira).

Confira um pouco mais sobre os convidades, convidadas e convidados da mesa de hoje!:

Tiago Munhoz: Artista popular, produtor e gestor cultural. É integrante e um dos fundadores (1999) do Grupo Rosa dos Ventos, de Presidente Prudente, que tem o processo artístico baseado na investigação da comicidade popular, da arte de rua, do circo e da música nas artes cênicas. Atua nas obras “Hoje Tem Espetáculo!!!” estreia 2001, “Saltimbembe Mambembancos” 2005, “Parada de Rua O Bicho” 2007; “Cortejo” 2008; “A Farsa do Advogado Pathelin” 2009, “Rabo de Foguete” 2012, “Super Tosco” 2016, “Fuzurufafa Bafafazuru” 2018, “RuAr – O Circo Sobre Rodas” 2020, “As artes do Rosa dos Ventos” e “Arruança” 2021. Com a circulação desse repertório participou de diversos festivais nacionais e internacionais de teatro, circo e cultura popular. Integrou a comissão avaliadora do Edital ProAC 38/2021. Participou da curadoria e produção do Festival Rosa dos Ventos 2011 e Mostra Galpão da Lua 2015, 2020 e 2021. Junto ao Rosa dos Ventos e ao Galpão da Lua participou da elaboração, gestão e atuação artística em diversos projetos culturais aprovados no PROAC modalidades Editais e ICMS e aprovados em editais do município de Presidente Prudente. Desde 2010 atua em diversas funções na gestão coletiva do espaço cultural Ponto de Cultura Galpão da Lua que sediou e produziu o XX Encontro da Rede Brasileira de Teatro de Rua em 2017 e o 11º FLIGSP – Encontro Presencial do Fórum do Litoral, Interior e Grande São Paulo em 2019. Graduado em Educação Física pela FCT-UNESP 2001, realizou pesquisa acadêmica sobre o uso da música, do circo e de exercícios de interpretação teatral e improvisação na prática de movimentos na Educação Física escolar.

Claudio Mendel: Ator, diretor, iluminador e fundador da Cia. Teatro da Cidade e do CAC Walmor Chagas em São José dos Campos (SP). Com mais de 30 espetáculos dirigidos, dentre eles “Maria Peregrina” e a codireção em “Um Dia Ouvi a Lua” e “O Coração nas Sombras”, trilogia de Luís Alberto de Abreu. Além desses, “A Dócil” adaptação da obra de Fiodor Dostoiévski, como diretor assistente; “Grito de Partida” adaptação de textos de Gianfrancesco Guarnieri, como diretor assistente; “O Mercador de Veneza” de Shakespeare (SESC Itaquera) – diretor; “Paisagem Paulistana” de Rogério Favoretto (SESC Itaquera), “Toda Nudez Será Castigada” de Nelson Rodrigues – diretor; “Almas Abaixo de Zero” de Samir Yazbek – diretor; além de criação de luz de dezenas de espetáculos. Já recebeu vários prêmios em festivais e mostras do país. Realizou curadoria de vários Festivais e Mostras Regionais e Nacionais de Teatro, participou em várias edições do ProAc/Secretaria de Estado da Cultura de São Paulo, integrando Comissões de análise de projetos e contribuiu na criação de várias instituições na área da cultura, destacando-se a Cooperativa Paulista de Teatro (1979), em São Paulo e a Fundação Cultural Cassiano Ricardo, em São José dos Campos – SP (1986). Além disso atuou como Gestor de Cultura em várias prefeituras, MinC e Secretarias Estaduais de Cultura. Em 2009, conquistou o título de cidadão da cidade de Santa Cruz de la Sierra, na Bolívia.

Jorge Vermelho: Ator e diretor artístico na Companhia Azul Celeste, em São José do Rio Preto/SP, desde 1989, onde desenvolve trabalho de investigação teatral. Foi Diretor do Balé Teatro Castro Alves (BTCA), em Salvador/BA, de 2009 a 2014. Coordenador Executivo do Festival Internacional de Teatro de São José do Rio Preto/SP – FIT Rio Preto, de 2001 a 2009 e de 2017 até o momento. Curador e Coordenador Executivo do Janeiro Brasileiro da Comédia, de 2003 a 2009 e de 2017 até o momento. Assessor de Secretaria – Secretaria Municipal de Cultura de São José do Rio Preto, de 2017 até o momento.

Alexandre Melinsky: Ator, diretor, Iluminador e Produtor. Coordenador de Arte e Cultura do Senac Rio Preto. Fundador e diretor do Grupo e da Produtora Mancomunados. Foi Coordenador do FESTARA – Festival de Teatro de Araçatuba, por 12 anos, e o CENATA, Festival de cenas curtas. Dirigiu e atuou em vários espetáculos teatrais premiados por diversos Festivais no Brasil. Curador e debatedor em Mostras e Festivais. Orientador do Projeto Ademar Guerra, da Secretaria de Estado da Cultura. Fundou e presidiu a ASSOCIATA – Associação dos Artistas Teatrais de Araçatuba e a FETARA – Federação de Teatro Amador da Região de Araçatuba. Foi vice-presidente da COTAESP – Confederação de Teatro Amador do Estado de São Paulo, conselheiro da área teatral do Conselho Municipal de Políticas Culturais de Araçatuba e Diretor de Cultura do Município de Araçatuba.

Raquel Rollo: Atriz, cantora, produtora e cofundadora da Trupe Olho da Rua; grupo de teatro de rua de Santos em atividade há 20 anos. Formada em Técnico de Eventos pela UNINOVE, atua na área teatral e musical desde 1998. Participou de comissões de seleção de festivais como FESTA-Festival Santista de Teatro; onde atua até hoje como uma das organizadoras e produtoras, FESTKAOS- Festival de Teatro de Cubatão, Prêmio Cooperativa Paulista de Teatro 2012, Proac Edital Primeiras Obras 2014 e 2015 e da Mostra de Teatro Olho da Rua como curadora e realizadora. Fez parte do Conselho de Cultura de Santos como suplente da cadeira de teatro e circo nos anos de 2009, 2010, 2011 e 2012.




Relacionadas:

Notícias | 24/ 05/ 2024

SP Escola de Teatro exibe o filme “Minha Avó Era Palhaço” em 27 de maio

SAIBA MAIS

Notícias | 24/ 05/ 2024

2º dia da Mostra de Microcenas acontece neste sábado (25)

SAIBA MAIS

Notícias | 23/ 05/ 2024

Veja como foi o primeiro dia da Mostra de Microcenas na SP Escola de Teatro

SAIBA MAIS