Primeiro Contato com o Teatro

Publicado em: 18/11/2011

Bebês e crianças, com acompanhante, têm prioridade de entrada, até 18/12, no Espaço Sobrevento, localizado na região Leste de São Paulo. Ali, o Grupo Sobrevento apresenta o projeto Teatro Para Bebês, que reúne dois espetáculos gratuitos para a primeira infância. O projeto surgiu graças à crença do grupo na capacidade poética inata do ser humano. 

 

Sandra Vargas durante a peça “Bailarina” (Foto: Marco Aurelio Olimpio)

 

 

Sapatilha de Ponta

 

Com texto inédito de Sandra Vargas, “Bailarina” utiliza o teatro de objetos para estabelecer uma comunicação com os pequenos espectadores. A cena tem como principais objetos uma caixinha de música e alguns colares, que, ao longo da apresentação, adquirem diferentes funções poéticas.

 

A iluminação foi especialmente desenvolvida por Renato Machado, que utilizou predominantemente as cores branca e vermelha. Outro fator de destaque é o repertório musical. Cada movimento de dança, associado aos passos de balé, foi criado e ensaiado por Juliana Pardo. A direção musical, a cenografia e a direção geral ficam por conta de Luís André Cherubini.

 

No Brasil, “Bailarina” já se apresentou em diversas cidades, entre elas São Paulo, Juazeiro do Norte, Crato e São Bernardo do Campo. 

 

Cenas do espetáculo “Meu Jardim” (Foto: Divulgação)

 

 

Verde no Deserto

 

“Meu Jardim”, texto da autora belga Mandana Sadat, é um espetáculo no qual um viajante decide criar um jardim no meio do deserto. 

 

O cenário e a sonoplastia levam os espectadores a pensar que poderiam estar tanto no Brasil quanto no Irã, pois os elementos visuais e sonoros utilizados se aproximam de ambas as culturas.

 

Num espetáculo repleto de simbolismos, a desconstrução do jardim suscita a ideia de perseverança, transmitindo a possibilidade de recriação ao alcance de todos. O objetivo é mostrar que criar um mundo e um jardim do nada e no nada – como faz Mandana Sadat ao escrever seu livro, como ocorre na peça e como fez o público ao ter seus bebês – é a crença de que há um mundo bonito a ser construído e que a vida, definitivamente, vale a pena.

 

O sucesso de ambos os espetáculos foi tanto, que, em maio de 2010, a companhia foi convidada, por dois anos consecutivos, a participar do Ciclo Rompiendo el Cascarón (Rompendo a Casca), realizando uma temporada de duas semanas no Teatro Fernán Gómez, em Madri, Espanha.

 

 

Serviço

“Bailarina”

Quando: Até 18/12. Sábados e domingos, ás 10h

“Meu Jardim”

Quando: Até 18/12. Sábados e domingos, às 11h

Onde: Espaço Sobrevento

R. Coronel Albino Bairão, 42 (Próximo ao metrô Bresser-Móoca)

Tel.: (11)3399-3589 | (11) 5434-0434

Ingressos: Entrada Franca*

*Prioridade de entrada: 1 bebê e 1 acompanhante

 

 

Texto: Jéssika Lopes

Relacionadas:

Uncategorised | 16/ 12/ 2021

16 de dezembro é dia do Teatro Amador: Conheça mais sobre essa importante prática cultural brasileira!

SAIBA MAIS

Notícias | 03/ 11/ 2021

Danilo Dal Lago, artista egresso da SP, estreia peça que contrapõe escritor periférico e mercado editorial

SAIBA MAIS

Notícias | 28/ 10/ 2021

Maria Bonomi inaugura obra no Memorial da América Latina que homenageia vítimas da pandemia

SAIBA MAIS