Portal Dlip torna online um banco de peças teatrais em língua portuguesa

Publicado em: 15/09/2014

A comunidade virtual acaba de ganhar um banco de peças teatrais em língua portuguesa: o Portal Dlip – Dramaturgia de Língua Portuguesa, projeto idealizado pelo Festlip – Festival Internacional de Teatro da Língua Portuguesa, que é dirigido por Tania Pires, com o apoio da CPLP – Comunidade dos Países de Língua Portuguesa.

 

 

No espaço, o internauta pode consultar e baixar qualquer peça cadastrada, além de ter a opção de também enviar novas obras, desde que os autores se identifiquem. 

 

Todos os conteúdos são devidamente autorizados por seus autores antes de ficarem online. E, caso haja encenação de algum texto, os autores terão os direitos autorais diretamente negociados entre os produtores e encenadores interessados, como de praxe.

 

O objetivo do projeto é “estabelecer um laço forte entre os criadores de teatro do mesmo universo, minimizando as dificuldades que se encontram na edição e distribuição dos livros de teatro”.

 

Estão inclusos no projeto trabalhos de artistas de Angola, Brasil, Cabo Verde, Guiné-Bissau, Moçambique, Portugal, São Tomé e Príncipe e Timor Leste – os países que são reconhecidos pela CPLP.

 

“Sem dúvidas, trata-se de uma iniciativa primordial para a aproximação dos artistas que se expressam na mesma língua”, diz Ivam Cabral, diretor executivo da SP Escola de Teatro, que participou desta edição do Festlip, compondo um encontro entre dramaturgos, encenadores e programadores internacionais, que serviu como lançamento do portal.

 

Acesse o endereço virtual e desfrute.

Relacionadas:

Notícias | 03/ 11/ 2021

Danilo Dal Lago, artista egresso da SP, estreia peça que contrapõe escritor periférico e mercado editorial

SAIBA MAIS

Notícias | 28/ 10/ 2021

Maria Bonomi inaugura obra no Memorial da América Latina que homenageia vítimas da pandemia

SAIBA MAIS

Uncategorised | 01/ 10/ 2021

Festival Satyricine Bijou anuncia vencedores da mostra competitiva e homenageia a atriz e cineasta Helena Ignez

SAIBA MAIS