Em atendimento à legislação eleitoral, os demais conteúdos deste site ficarão
indisponíveis de 2 de julho de 2022 até o final da eleição estadual em São Paulo.
Em atendimento à legislação eleitoral, os demais conteúdos deste site ficarão indisponíveis de 2 de julho de 2022 até o final da eleição estadual em São Paulo.
EN | ES

Ponto | O espetáculo dos desmaios

Publicado em: 29/07/2014

Um espetáculo que esteve em cartaz recentemente no tradicional teatro britânico Shakespeare Globe gerou grande polêmica por ter causado desmaios em muitos de seus espectadores.

 

Trata-se de uma remontagem de “Titus Andronicus”, de William Shakespeare. Escrita entre 1584 e 1593, é considerada a mais violenta tragédia do Bardo. A trama se passa na Roma Antiga e mostra o triunfal retorno do general Tito Andrônico à cidade, após a guerra contra os godos. Ele, entretanto, se recusa a ser imperador, abrindo espaço para uma disputa sangrenta pelo poder.

 

O grupo fez questão de não aliviar para o público e levar ao palco todas as barbaridades cometidas na peça sem censuras. Resultado: as cenas ficaram tão pesadas que, ao longo das 51 sessões realizadas, 100 pessoas saíram no meio da apresentação ou desmaiaram nos momentos mais tensos. Não é por menos: além das 14 mortes, cenas de estupro e mutilação integravam a montagem.

 

“Titus Andronicus”

 

Entre os que “apagaram”, estava a crítica Holly Williams, do jornal “Independent”. Mesmo sem ter conseguido assistir a todo o espetáculo, ela não poupou elogios à encenação: “Uma confissão: eu desmaiei. Não estou sozinha: o público está indo ao chão como moscas nesse revival da infame montagem de Lucy Bailey em 2006. Então eu não posso palpitar sobre o Ato III, cena ii — mas se é qualquer coisa como o restante dessa produção vigorosamente encenada, comicamente mórbida e completamente desenfreada, provavelmente foi excepcional”, escreveu.

 

A diretora Lucy Bailey ficou satisfeita com a recepção do trabalho e comentou: “Eu acho realmente maravilhoso. As pessoas conseguiram se conectar tanto com os personagens e se emocionar que isso acabou tendo um efeito visceral”.

 

E essa não é a primeira montagem de “Titus Andronicus” a nocautear os espectadores. Uma das encenações mais famosas do texto, feita por Peter Brook, em 1955, tinha até uma ambulância na porta do teatro, para socorrer os que passassem mal durante a sessão. Haja força para aguentar tanta violência e sangue!

 

Texto: Felipe Del

Relacionadas:

Ponto | 14/ 07/ 2015

Ponto | Regras para montar um currículo de ator

SAIBA MAIS

Ponto | 30/ 06/ 2015

Ponto | O nu coletivo no teatro brasileiro

SAIBA MAIS

Ponto | 23/ 06/ 2015

Ponto | Pequena biblioteca para atores

SAIBA MAIS