Ponto | Marcos Paulo e a Praça Roosevelt

Publicado em: 11/11/2014

Hoje completamos 2 anos sem um de nossos importantes artistas: o ator e diretor Marcos Paulo (1951-2014), que morreu no Rio de Janeiro, vítima de câncer.

 

Apesar de ter trilhado no Rio boa parte de seu caminho na arte, o paulista Marcos Paulo ainda mantinha raízes em sua terra natal, especialmente no que se relacionava à arte, e fazia visitas regulares a São Paulo para assistir a espetáculos teatrais.

 

(Foto: Divulgação)

 

E, por aqui, um dos principais destinos do artista era a Praça Roosevelt, onde a SP Escola de Teatro mantém uma sede. Numa dessas viagens, depois de ver uma montagem no Teatro Cultura Artística, ele foi tomar um café no Espaço dos Satyros, na Praça. 

 

Ivam Cabral, diretor executivo da SP Escola de Teatro, o conheceu pessoalmente naquele dia. Ele lembra que Marcos passou por ali e, coincidentemente, tinha acabado de comprar o livro do Satyros. “Foi emocionante. Ficamos sentados ali, durante mais ou menos duas horas. Eu contando sobre Os Satyros e ele sobre sua carreira no teatro”, recorda Ivam.

 

Trajetória

Marcos Paulo Simões nasceu em São Paulo no dia 1º de março de 1951, tendo sido criado no bairro do Bixiga. Aos 5 anos, começou a estudar teatro. Sua estreia na TV se deu na novela “O morro dos ventos uivantes”, na extinta TV Excelsior. Também passou pelas Redes Record e Bandeirantes. Em seu currículo, constam atuações nas primeiras versões de “Gabriela”, em 1975, e de “Tieta”, em 1989, além de protagonizar a minissérie “Primo Basílio”, todas pela Globo. 

 

Como diretor, assinou “Dancin’ days”, em 1978, ao lado de Dennis Carvalho e José Carlos Pieri, com destaque para a novela “Roque Santeiro”, em 1985. No cinema, seu único trabalho foi “Assalto ao Banco Central”, em 2010, como diretor.

 

Nos palcos, atuou sob a direção de Plínio Marcos em “Quando as máquinas param”, em 1971, e “Deus lhe pague”, de Joracy Camargo. No final dos anos 1970 recebeu o Prêmio Mambembe de Diretor Revelação, com a peça “As gralhas”.

Relacionadas:

Ponto | 14/ 07/ 2015

Ponto | Regras para montar um currículo de ator

SAIBA MAIS

Ponto | 30/ 06/ 2015

Ponto | O nu coletivo no teatro brasileiro

SAIBA MAIS

Ponto | 23/ 06/ 2015

Ponto | Pequena biblioteca para atores

SAIBA MAIS