Ponto | Fernanda Montenegro + Adélia Prado = Dona Doida

Publicado em: 30/09/2014

O que aconteceria ao reunirmos no palco duas das principais representantes da arte do Brasil? No caso, uma atriz, a consagrada Fernanda Montenegro, e uma escritora e poeta, a mundialmente reconhecida Adélia Prado.

 

O resultado é “Dona doida: um interlúdio”, espetáculo que estreou no Rio de Janeiro, em 1987.

 

O roteiro da montagem reunia poemas extraídos de seis livros da poeta mineira, aos quais Fernanda Montenegro dava vida, sob direção do não menos aclamado Naum Alves de Souza. 

 

Desde a estreia, o espetáculo ficou anos e anos em cartaz, viajando por todo o Brasil, de norte a sul, de grandes a pequenas cidades, e também chegou ao exterior, fazendo sucesso nos EUA, Itália e Portugal. Além disso, rendeu a Fernanda um de seus Prêmio Molière.

 

“O sonho encheu a noite / Extravazou pro meu dia / Encheu minha vida / E é dele que eu vou viver / Porque sonho não morre”, diz um dos poemas de Adélia, que foram roteirizados pela própria Fernanda, junto com seu marido, Fernando Torres, e a própria poeta.

 

Que encontro!

Relacionadas:

Ponto | 14/ 07/ 2015

Ponto | Regras para montar um currículo de ator

SAIBA MAIS

Ponto | 30/ 06/ 2015

Ponto | O nu coletivo no teatro brasileiro

SAIBA MAIS

Ponto | 23/ 06/ 2015

Ponto | Pequena biblioteca para atores

SAIBA MAIS