Ponto | Adeus, Lou Reed

Publicado em: 29/10/2013

Figura lendária para a música pop e tido como um dos maiores nomes do Rock, o cantor, guitarrista e compositor Lou Reed não suportou as complicações causadas pelo transplante de fígado que realizou em abril e morreu domingo (27), aos 71 anos.

 

Reed deixou vasta contribuição para a música, área na qual se destacou por conta de sua inventividade e originalidade. Com sua banda, a Velvet Underground, fundada em 1964, desbravou um fértil campo experimental, tanto na sonoridade como nos temas abordados: drogas, prostituição, marginalidade, sexualidade, entre vários temas do submundo nova-iorquino.

 

A importância do artista, entretanto, não se limitou apenas à musica – Lou influenciou ninguém menos que David Bowie e Iggy Pop, entre uma infinidade de bandas. Tanto é que o pintor e cineasta Andy Warhol, maior nome da pop art, financiou a Velvet Underground nos anos 1960. 

 

O teatro foi uma das áreas exploradas por ele. Reed colaborou com grandes diretores, como Bob Wilson. Ao lado do encenador norte-americano, realizou trabalhos como “Timerocker” (1997), “POEtry” (2000), “Lulu” (2011), assinando a sonoplastia e música das montagens. 

 

“Lou Reed e Alberto Guzik, pra mim, eram quase a mesma coisa. Dois caras que dividiram a minha vida no meio. Hoje meu coração sangrou…”, lamentou Ivam Cabral, diretor executivo da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco. “Tantas, mas tantas histórias com Reed. ‘Transex’, acho, só aconteceu porque os Velvet Underground existiram. Que saudade!”, concluiu.

 

E, claro: uma homenagem a Lou Reed não seria uma homenagem sem pelo menos uma das pérolas deste gênio que transbordava cinismo e mau humor. Então, para finalizar, lá vai uma dedicada aos seus críticos (e aos seus fãs, por que não?): “Minhas cagadas são melhores que os diamantes de outros”. Tenha um bom passeio pelo lado selvagem.

Relacionadas:

Uncategorised | 14/ 07/ 2015

Ponto | Regras para montar um currículo de ator

SAIBA MAIS

Uncategorised | 30/ 06/ 2015

Ponto | O nu coletivo no teatro brasileiro

SAIBA MAIS

Uncategorised | 23/ 06/ 2015

Ponto | Pequena biblioteca para atores

SAIBA MAIS