Palhaços e a Voz de Deus

Publicado em: 25/11/2011

O momento do início da apresentação se aproxima. O público vai chegando enquanto os técnicos preparam o palco para a encenação do musical. De repente, uma surpresa: os atores não comparecem para o espetáculo e a responsabilidade de interpretar recai sobre os próprios técnicos, que têm de dar um jeito para contornar a situação e agradar aos espectadores.

 

Esse é o enredo do exercício cênico “Godspell”, decorrente do Experimento do Módulo Vermelho da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco. Segundo André Martins Farias, aprendiz de Direção que encena a montagem, a proposta do grupo consiste em trabalhar o texto original do criador do musical, John-Michael Tebelak, sob outro ângulo.

 

(Arte: Rodrigo Menghello)

 

“Nossa principal ideia era ver como um texto que fala sobre a vida, morte e ressurreição de Jesus Cristo passa pelo filtro do palhaço e chega até as pessoas. Pensamos em como todas as áreas conseguiriam dialogar com tudo isso, mas também não queríamos banalizar o tema”, comenta.

 

Para chegar ao resultado final, a dramaturgia trabalhou com o canovaccio – espécie de roteiro simplificado da cena, muito empregado na Comedia Dell´Arte; a sonoplastia, feita ao vivo, conta com várias composições próprias; já o cenário, traz elementos do circo.

 

Mesmo sendo composto por cinco atores do curso de Humor – que interpretam os técnicos da encenação – o diretor explica que “Godspell” não pretende fazer o público gargalhar. “Tem humor do início até o fim, mas é algo mais discreto. Ainda assim, tem momentos cômicos bem interessantes”, comenta Farias.

 

Além de estudar o texto original do musical, o diretor observa que o grupo leu a Bíblia para inserir parábolas na montagem. Uma das principais preocupações durante a preparação, segundo ele, foi não deixar que a peça “se tornasse cristã”. “Apesar de narrar a história de Jesus Cristo, tivemos que tomar cuidado para não soar como um discurso religioso. O objetivo era apenas narrar uma história que todos já conhecem de uma outra forma, pela visão do palhaço.”

 

“Godspell” contou com a orientação de Bete Dorgam, artista convidada do curso de Humor da Escola, e ainda tem a participação do ator Dagoberto Feliz, fazendo a voz de Deus.

 

Para saber onde e quando assistir ao exercício cênico “Godspell” e outros do Módulo Vermelho, clique aqui.

 

 

Ficha técnica

Cenografia e Figurino: Aline Olegario, Gabriela Gomes e Lilian Galvao

Direcão: Andre Farias

Dramaturgia: Lara Hassum e Mateus Monteiro

Humor: Gabriel Granado, Lino Dias, Mahara Polido, Paula Viana e Vitor DiCastro

Iluminacao: Fernando Azambuja e Valeria Lovato

Sonoplastia: Eliani Hypolito e Gerson de Souza

Tecnicas de Palco: Joao Batista

 

 

Texto: Felipe Del

Relacionadas:

Uncategorised | 16/ 12/ 2021

16 de dezembro é dia do Teatro Amador: Conheça mais sobre essa importante prática cultural brasileira!

SAIBA MAIS

Notícias | 03/ 11/ 2021

Danilo Dal Lago, artista egresso da SP, estreia peça que contrapõe escritor periférico e mercado editorial

SAIBA MAIS

Notícias | 28/ 10/ 2021

Maria Bonomi inaugura obra no Memorial da América Latina que homenageia vítimas da pandemia

SAIBA MAIS