Palavra em Cena | Hagoromo, o manto de plumas

Publicado em: 11/09/2013

A série quinzenal de podcasts Palavra em cena, produzida por Maurício Paroni de Castro especialmente para o portal da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco, ganha hoje uma edição especial destinada aos estudos do módulo Amarelo da Escola neste semestre.

 

Nesta edição, Paroni fala sobre a peça japonesa “Hagoromo, o manto de plumas” – que serve como material de trabalho para as investigações cênicas dos aprendizes do módulo Amarelo –, explicando sua origem e os conceitos que a rodeiam.

 

“O manto de plumas é uma tradicionalíssima fábula budista ligada ao preceito da honestidade. A história se passa numa paisagem encantadora, existente ainda hoje, perto do mar, ao pé do monte Fuji, onde crescem belas florestas de pinheiros ao longo das praias de areia branca”, comenta.

 

“O manto de plumas” foi escrito por volta do século 14 ou 15

 

No enredo, Hakuryo, um pobre pescador, encontra um lindo manto tecido com penas coloridas. Toma-o para si com a intenção de vendê-lo no mercado e conseguir algum dinheiro. Porém, na mesma noite, aparece-lhe em sonho um Tennin (uma espécie de anjo do budismo) sob forma de donzela, que lhe explica que o manto era seu, e que sem ele seria impossível voltar ao céu, implorando para que ele o devolvesse.

 

O pescador, encantado com sua beleza, diz não ter sido ele quem roubou o vestido e pede que o anjo divida a cama com ele. Após acordar, mergulha em profundas reflexões morais e percebe quão grave foi seu erro, suplicando que encontrasse a criatura novamente para se redimir. Vai até a praia, onde encontra uma menina em lágrimas, para quem dá o manto. Então, um lindo espetáculo de dança acontece em frente aos seus olhos, enquanto o anjo sobe lentamente aos céus. 

 

A apresentação e criação de Paroni lança mão da nossa paradoxal distância e proximidade da nossa vida cotidiana com o assunto enfocado. Nas gravações, participações especiais de aprendizes, formadores e convidados especiais. A locução inicial é de Sylvia Soares.

 

Ouça o quarto programa da série. Para ouvir os podcasts anteriores, acesse a seção Palavra em Cena.

 

 

Texto: Felipe Del

 

Relacionadas:

Palavra em cena | 23/ 03/ 2017

Palavra em Cena | Roswitha e Nelson

SAIBA MAIS

Palavra em cena | 31/ 08/ 2016

Palavra em Cena | Diálogos sobre Cervantes e o Sonho

SAIBA MAIS

Palavra em cena | 16/ 08/ 2016

Palavra em Cena | Fantasmas Existem

SAIBA MAIS