EN | ES

Neemias Villas Boas, estudante de TP da SP Escola de Teatro, participa da montagem da peça Gesto, do Centro de Pesquisa Teatral (CPT)

Publicado em: 01/12/2022

Neemias Villas Boas, estudante de técnicas de palco da SP Escola de Teatro, é assistente de ambientação cênica e figurinos do espetáculo Gesto, que marca os 40 anos do Centro de Pesquisa Teatral (CPT) e também homenageia o diretor Antunes Filho.

A dramaturga da peça, Silvia Gomez, levou seu texto para o encenador, que fez observações e demonstrou seu desejo de montá-lo, mas  infelizmente ele acabou falecendo antes de concluir.

Coluna do Bob: espetáculo Gesto, do  Centro de Pesquisa Teatral (CPT)

O trabalho seguiu então com o grupo de atrizes e atores que Antunes tinha agrupado para estudos e elaboração de dramaturgia e o desenvolvimento do trabalho de corpo e voz. Desde 2019, o grupo vem fazendo encontros, presenciais e remotos, para reflexões teóricas, poéticas, discussões de referências que pudessem alimentar as camadas da peça e como exercício criativo, o elenco foi produzindo experiências audiovisuais. Desde agosto deste ano, a equipe voltou para a sala de ensaio presencialmente para concretizar Gesto.

O Centro de Pesquisa Teatral, mais conhecido como CPT, movimenta a cena do teatro brasileiro desde 1982, quando o Grupo Macunaíma, dirigido por Antunes Filho (1929-2019), foi convidado para compor as ações artístico-culturais do Sesc, especificamente no Sesc Consolação. Desde então, tornou-se um dos espaços mais icônicos da cidade de São Paulo se tratando de teatro: formou mais de mil profissionais das artes cênicas entre atores, dramaturgos, cenógrafos e iluminadores e, sob a coordenação do encenador, o CPT apresentou 46 espetáculos. O primeiro deles foi Macunaíma. Depois vieram Nelson Rodrigues – O Eterno Retorno, Antígona, A Pedra do Reino, Nossa Cidade, Blanche, entre tantos outros.

Matheus Ferreira, estudante da SP Escola de Teatro, assina projeto de luz dos clipes da banda Contrejú, com lançamento para dezembro

Em entrevista concedida exclusivamente à comunicação, Villas Boas conta como foi presenciar todo o processo da produção e como seus aprendizados na SP Escola de Teatro estão sendo importantes para seu trabalho no espetáculo.

Confira na íntegra:

Como foi o processo de criação na peça Gesto?
Eu quero começar com uma frase Stanislaviskiana que é bem batida no meio artístico e ela tem feito cada vez mais sentido pra mim, que é: “Um ator precisa de algo mais do que apenas seu talento artístico: Ele deve ser, também, um ser humano ideal”. Estou numa busca eterna de humanizar meu pensar artístico. O processo foi de muito aprendizado, muita entrega. Eu fiquei com minha visão 360° super ligada. Todo movimento e fala das atrizes, atores, direcao e técnica, dentro do processo eu estava com a escuta ativa. Esse processo de provocação cênica que parte da atuação eu acho muito enriquecedor. É uma força motriz criativa para a parte técnica. E é um processo característico único do CPT. Gesto é sensível e forte demais. Gesto me fez expandir mecanismos que estavam adormecidos dentro de mim.

Para você, como os aprendizados no curso técnico da SP Escola de Teatro ajudaram nessa produção?

Eu acredito que toda profissão exige que se tenha domínio da técnica. E na SP eu aprendo mesclando a técnica com o fazer criativo, tô aprendendo o meu lugar dentro de um processo.

Como foi fazer parte da equipe do CPT?

Meu primeiro contato com foi através do projeto de atuação Primeira cena, dirigido pelo Erick Gallani, que vem do CPT. Eu fiquei encantado e quis continuar a busca do aprendizado. Nesse projeto( o Primeira Cena) eu conheci a Rosangela Ribeiro que assinou a ambientação e figurino do Gesto. E como eu havia estudado com o Gallani, ela super generosa, me convidou a fazer a assistência com ela. A Rô te incita a ser criativo, embarcar com ela no profundo da pesquisa e PESQUISAR MESMO. Te provoca a errar, testar e testar novamente, até acertar. Faz a energia artística circular. Eu sou grato demais!

Ficha Técnica:

Dramaturgia
Silvia Gomez

Direção
Vanessa Bruno

Elenco
Guilherme Moilaqua
Luana Frez
Madu Possatto
Osmar Pereira
Rodrigo Fiatt
Stella Prata
Thiago Richter
Vitor Biazzin

Assistente de Direção
Luiz Felipe Bianchini

Ambientação cênica e figurinos
Rosângela Ribeiro

Assistente de ambientação cênica e figurinos
Neemias Villas Bôas

Costureira
Vera Luz

Cenotécnico
Cláudio Cabral

Trilha sonora e operação de som
Lenon Mondini

Preparação de Canto
Solange Assumpção

Aula de Guitarra
Bob Souza

Luz
Elton Ramos
Fabio Albino
Felipe Siqueira Galvino
Vitor Silva

Assistentes de Luz
Márcio Martins
Rodrigo Coelho

Operação de Luz
Lenon Mondini

Edição de vídeos
Osmar Pereira

Produção
Tubo de Ensaio Arte e Comunicação

Produção executiva
Ivo Leme

Fotos
Emídio Luisi

Serviço:

De 26 de outubro a 15 de dezembro
quartas e quintas, às 20h . 02/11, quarta, às 18h.
Espaço CPT (7º andar)
Duração: 70 minutos
Indicação etária: 16 anos
Ingresso – R$ 30,00 (inteira) | R$ 15,00 (meia entrada) | R$ 9,00 (credencial plena)




Relacionadas:

Notícias | 08/ 02/ 2023

Inscreva-se no gratuito e presencial O Lugar da Fotografia na Cena Teatral Paulistana, com Bob Sousa

SAIBA MAIS

Notícias | 08/ 02/ 2023

Artistas da SP Escola de Teatro são indicados ao Prêmio Shell 2023; confira!

SAIBA MAIS

Notícias | 08/ 02/ 2023

Gabriel Cândido, artista egresso da SP Escola de Teatro, lança o segundo livro de sua trilogia dramatúrgica sobre ancestralidade negra

SAIBA MAIS