EN | ES

Joana Mocarzel, estudante de Atuação da SP Escola de Teatro, fala sobre sua admiração pela instituição; confira a entrevista!

Publicado em: 20/03/2023 |

Joana Mocarzel | Foto: Sergio Santoian

Joana Mocarzel ingressou, aos 23 anos, neste primeiro semestre de 2023 no curso técnico de Atuação da SP Escola de Teatro. A atriz ficou famosa ao interpretar Clarinha, na novela Páginas da Vida, da emissora Rede Globo, no ano de 2006.

Em 2007, Joana recebeu uma homenagem no Senado Federal do Brasil, no Dia Internacional da Síndrome de Down, e participou do lançamento da campanha Aprendendo com as diferenças, organizada pela Comissão de Valorização da Pessoa com Deficiência do Senado.

Ao entrar na instituição de ensino, a artista festejou a conquista em suas redes sociais e na postagem compartilhou o texto que ela mesma escreveu em uma das etapas do processo seletivo que a Escola promove todos os semestres.

Mostra dos Estudantes da Quadrienal de Praga 2023 é inaugurada na próxima segunda-feira (20), na sede Roosevelt da SP Escola de Teatro

“Estar na SP Escola de Teatro pra mim é muito importante. É para mostrar para as pessoas que eu tenho a minha garra e força. Eu me sinto muito feliz de fazer teatro. Adoro me apresentar para as pessoas, decorar texto e interpretar personagens. Eu acredito que eu sou muito atriz, uma estrela de verdade e é o meu sonho estar na SP Escola de Teatro”, relata Joana em seu texto.

No último sábado (11), a estudante fez sua primeira apresentação na Escola na Mostra de Microcenas, promovida pela linha de estudo de Direção em parceria com as áreas de Atuação e Humor.

Joana Mocarzel concedeu uma entrevista exclusiva à SP Escola de Teatro para falar dessa sua nova etapa em seus aprendizados e sua carreira:

Como você conheceu a SP Escola de Teatro?

Conheci a SP Escola de Teatro através dos meus pais e amigos do teatro.

De onde surgiu seu interesse para ingressar no curso de Atuação da SP?

Surgiu um pouco dentro de casa por ouvir meus pais sempre falando maravilhas da SP com muito respeito, carinho e admiração.

Com seu papel emblemático na novela Páginas da Vida, como sua carreira prosseguiu?

Na TV não fiz mais nada, mas no teatro entrei na Casa do Teatro Célia Helena, onde fiquei por 10 anos no nível infanto juvenil. Fiz um curta-metragem com meu pai Evaldo Mocarzel chamado Elisa e Joana e depois subi aos palcos com a Companhia Fato interpretando a “menina” na peça O Reizinho Mandão de Ruth Rocha. Foi uma experiência maravilhosa.

Para você, quais são as diferenças entre atuar no audiovisual e no palco?

Completamente diferente. Os dois são incríveis, mas o teatro é mais vivo, interativo e com resultados mais imediatos. A TV tem outro tempo e não dá tanto frio na barriga como no palco.

Qual é a importância para você da SP como centro de formação para as artes do palco e para a inclusão social?

Tenho muita admiração e respeito ao projeto da SP Escola de Teatro na cena paulistana e ao seu projeto maravilhoso de diversidade em todos os níveis. Me encaixo perfeitamente bem nesse projeto.




Relacionadas:

Notícias | 14/ 06/ 2024

Inscreva-se para o curso de extensão gratuito “Produção Cultural em Espaços Públicos”

SAIBA MAIS

Notícias | 14/ 06/ 2024

Inscreva-se para o curso de extensão gratuito “Circo: Materialidades cênicas e dança”

SAIBA MAIS

Notícias | 14/ 06/ 2024

Estudantes da SP Escola de Teatro apresentam “E se sempre fosse dia?”

SAIBA MAIS