Introdução à Biodinâmica

Publicado em: 14/09/2012

“Temos de aprender a dizer que não temos um corpo, mas sim, somos um corpo”. Foi com essa premissa que o dramaturgo, diretor e novelista boliviano Marcos Malavia, fundador da Escuela Nacional de Teatro da Bolívia, deu início ao workshop “Introdução à Biodinâmica”, que ocupou o 1º andar da Sede Roosevelt da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco, das 18h às 22h de ontem (13).

Com uma sala repleta de atores, em sua maioria estudantes de teatro e aprendizes da Escola, Malavia contou um pouco sobre a Biodinâmica, técnica que ele mesmo criou. Ela foi desenvolvida a partir dos princípios físicos, orgânicos e dinâmicos do corpo do ator, para levá-lo a ter melhor conhecimento, controle e compreensão do corpo como a globalidade orgânica e dramática a serviço da interpretação.

Segundo ele, a prática da Biodinâmica é fundamental para o desenvolvimento do ator porque não enfatiza somente a gestão precisa do corpo orgânico; também o leva a ter consciência da energia de tudo o que o rodeia. “O teatro é o desdobramento constante do ator e do espectador. Ele (teatro) só existe a partir do momento em que é criado o diálogo com o outro. Assim, o ator deve ter a consciência de que ele também deve se desdobrar: ser ele mesmo e o vazio que deve carregar dentro de si para ser preenchido por suas personagens”, diz Malavia, dono de uma retórica que prende a atenção de quem o escuta.

Depois, devidamente vestidos com malhas pretas, para terem a flexibilidade necessária, exigida pela atividade, os alunos passaram aos exercícios práticos.



O encontro de Ivam Cabral e Marcos Malavia, nesta semana, na Sede Roosevelt da SP Escola de Teatro


Parceria SP Escola de Teatro / Escuela Nacional de Teatro da Bolívia
Neste ano, a SP Escola de Teatro fechou parceria com a Escuela Nacional de Teatro da Bolívia, que fica em Santa Cruz de La Sierra e foi fundada por Malavia. O acordo consiste, primeiramente, em um intercâmbio entre aprendizes das duas instituições. Assim, em julho, Nadia Verdun e Erik Moura, ambos matriculados no curso de Atuação, Módulo Azul, embarcaram rumo à Bolívia, de onde acabaram de voltar.

Agora, quem chega por aqui é o aprendiz boliviano de atuação Antonio Peredo Gonzales, que ficará estudando na SP Escola de Teatro por dois meses. “O que eles mais gostaram daqui foi o fato de nossa escola não se restringir à Atuação, o que acontece na instituição boliviana, que não tem aulas nas áreas técnicas do palco (Iluminação, Sonoplastia, Cenografia, etc)”, observa Ivam Cabral, diretor executivo da SP Escola de Teatro.


 

Texto: Majô Levenstein

 

Relacionadas:

Uncategorised | 16/ 12/ 2021

16 de dezembro é dia do Teatro Amador: Conheça mais sobre essa importante prática cultural brasileira!

SAIBA MAIS

Notícias | 03/ 11/ 2021

Danilo Dal Lago, artista egresso da SP, estreia peça que contrapõe escritor periférico e mercado editorial

SAIBA MAIS

Notícias | 28/ 10/ 2021

Maria Bonomi inaugura obra no Memorial da América Latina que homenageia vítimas da pandemia

SAIBA MAIS