Inspirada em William Blake, ‘O Encontro das Águas’ aborda suicídio e solidão

Publicado em: 24/06/2016

Cena de “O Encontro das Águas”. Foto: Nilani Goettems da Silveira.

 

Criado em uma residência artística na SP Escola de Teatro, o drama “O Encontro das Águas”, de Sérgio Roveri, cumpre temporada na Sala Experimental, no Teatro Augusta. A peça marcou a estreia do ator Leonardo Miggiorin como diretor teatral.

 
A montagem parte do poema “Provérbios do Inferno”, de William Blake, para narrar o encontro entre dois homens no alto de uma ponte. O desesperado Marcelo escolheu esse lugar para acabar com sua vida. Ele se culpa por uma tragédia.
 
Já o irônico, belo e sábio Apolônio, que já estava ali, questiona as motivações do outro em um diálogo ríspido e lírico. Os personagens são interpretados por João Fenerich e Patricia Vilela.
 
A ideia da montagem é propor uma reflexão sobre o impacto do prazer, da solidão e do suicídio nas relações humanas. 
 
Serviço
“O Encontro das Águas”, de Sérgio Roveri
Teatro Augusta – Sala Experimental
Rua Augusta, 943, Cerqueira César. (11) 3152-4141
Sex., 21h30, Sáb., 21h, e Dom. 19h. Até 31/7.
R$50. 60 min. 14 anos

Relacionadas:

Notícias | 03/ 11/ 2021

Danilo Dal Lago, artista egresso da SP, estreia peça que contrapõe escritor periférico e mercado editorial

SAIBA MAIS

Notícias | 28/ 10/ 2021

Maria Bonomi inaugura obra no Memorial da América Latina que homenageia vítimas da pandemia

SAIBA MAIS

Uncategorised | 01/ 10/ 2021

Festival Satyricine Bijou anuncia vencedores da mostra competitiva e homenageia a atriz e cineasta Helena Ignez

SAIBA MAIS