Governo de SP convoca youtubers de educação para aulas online

Publicado em: 06/05/2020

A Secretaria de Educação de São Paulo vai contar com um reforço para suas aulas online, os “edutubers” – youtubers especializados em conteúdo de educação.

A iniciativa busca aumentar o engajamento dos alunos nas aulas online neste período de distanciamento social. Gravadas e também ao vivo, as aulas serão exibidas por um aplicativo lançado pela Secretaria e através de dois canais digitais abertos de televisão, ambos ligados à Fundação Padre Anchieta, que administra a TV Cultura.

Alunos do fundamental 1 (1º ao 4º ano) terão uma hora e meia de aulas, por dia, tanto na TV quanto na internet, e cada aula terá meia hora. A partir do 6º ano até o ensino médio, serão três aulas diariamente, de 45 minutos cada uma, duas na televisão e uma transmitida no aplicativo.

A grade de programação tem conteúdo fornecido pela Fundação Roberto Marinho e pela Secretaria de Educação do Amazonas, que há 13 anos deu início ao ensino a distância para populações que vivem em áreas isoladas, como ribeirinhas e indígenas. Haverá também novas aulas gravadas no Centro de Mídias da Educação de São Paulo.

O centro conta com cinco estúdios, sendo um na TV Cultura, no bairro da Água Branca, e quatro na Escola de Formação e Aperfeiçoamento dos Profissionais da Educação (Efape), que é um braço da secretaria localizado em Perdizes. A gestora do Centro de Mídias é Julci Rocha, 40, mestre em educação com especialização em inovação, tecnologia e formação de professores, que já trabalhou na Microsoft, no Instituto Paulo Freire e na Fundação Lemann, entre outros.

CULTURA EM CASA

Assim como outros equipamentos, a SP Escola de Teatro criou uma programação especial na internet para oferecer ao seus seguidores. Assim, está disponível uma série de conteúdos multimídia, como vídeos de espetáculos e de palestras e bate-papos de nomes como as atrizes Fernanda Montenegro, Nathalia Timberg e Denise Fraga, a monja Coen, a escritora Adélia Prado e o pastor Henrique Vieira, além de cursos gratuitos a distância.

O acervo ainda inclui filmes produzidos pela Escola Livre de Audiovisual (ELA) – iniciativa da Associação dos Artistas Amigos da Praça (Adaap), gestora da SP Escola de Teatro – em parceria com instituições internacionais, com a Universidade das Artes de Estocolmo (Suécia).

#culturaemcasa #teatroemcasa



Relacionadas:

Notícias | 01/ 12/ 2021

Secretaria de Cultura abre inscrições de Edital para artistas interessados em promover formação artística!

SAIBA MAIS

Notícias | 30/ 11/ 2021

Dança é destaque no Festival Satyrianas 2021 que acontece nos palcos da unidade Roosevelt da SP

SAIBA MAIS

Notícias | 30/ 11/ 2021

SP Dramaturgias: leitura dramática de texto de Ewerton Frederico acontece na próxima quarta-feira, 8

SAIBA MAIS