Festa no Brás para o início do 2º semestre

Publicado em: 05/08/2013

Os aprendizes ouvem, atentamente, a Aula Magna, dada pelo cartunista Laerte Coutinho (Fotos: André Stéfano)

Em um palquinho montado no centro do pátio da Sede Brás da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco, os novos e antigos aprendizes foram recebidos pelo coordenador pedagógico, Joaquim Gama, e pelos coordenadores de cada curso, na manhã do último sábado (3), que marcou o início do segundo semestre letivo na Instituição. Eles deram as boas-vindas a todos, chamando, pelo nome, cada um dos novatos, que foram muito aplaudidos pela turma.

Depois, Óscar Silva, assistente da Diretoria Executiva, falou um pouco da Escola e apresentou o diretor escocês Douglas Irvine, que estará cumprindo residência, durante todo mês de agosto, na SP Escola de Teatro. “Sou um cara de muitas palavras, mas como não domino o português, vou me limitar a dizer: ‘Hello!””, disse Irvine, arrancando gargalhadas da plateia.

Divididos de acordo com seus respectivos cursos, os aprendizes ocuparam as salas de aula para ouvir sobre, de seus coordenadores, o que iriam aprender no módulo Vermelho. 

A recepção continuou à tarde, com a turma do módulo Amarelo, que também foi ovacionada. Na sequência, das 14h30 às 16h, Laerte Coutinho comandou a Aula Inaugural, destinada a todos os aprendizes. A obra do cartunista será um dos materiais usados pelo módulo Amarelo, que trabalha a Narratividade. Esbanjando seu característico bom humor, Laerte falou de política, de sua vida, da opção pelo “cross-dressing”, estilo adotado pelo cartunista desde 2009, quando ele passou a se vestir com roupas e acessórios femininos, além de crise criativa. “Em uma época da minha vida, tive de romper com o meu jeito antigo de trabalhar. Parei de escrever para minhas antigas personagens. E foi algo positivo pra mim”, conta ele.

Para concluir o dia de festa, das 17h30 às 18h30, houve edição especial do projeto SP Dramaturgias, voltado para a leitura dramática de textos inéditos de autores contemporâneos. A obra foi “Nossa senhora das transexuais”, do aprendiz de Dramaturgia Marcio Tito Pellegrini Trigo. No elenco, os aprendizes de Atuação Stella Menz e Juan Manuel Tellategui e Felipe Ferracioli, de Dramaturgia. Breno da Matta, que concluiu os quatro módulos do curso de Atuação, também se juntou a eles. Todos sob a batuta de Fabrício Castro, ex-aprendiz de Direção.

 

Texto: Esther Chaya Levenstein
Reportagem: Eric Vecchione

 

Relacionadas:

Notícias | 03/ 11/ 2021

Danilo Dal Lago, artista egresso da SP, estreia peça que contrapõe escritor periférico e mercado editorial

SAIBA MAIS

Notícias | 28/ 10/ 2021

Maria Bonomi inaugura obra no Memorial da América Latina que homenageia vítimas da pandemia

SAIBA MAIS

Uncategorised | 01/ 10/ 2021

Festival Satyricine Bijou anuncia vencedores da mostra competitiva e homenageia a atriz e cineasta Helena Ignez

SAIBA MAIS