Curso Teatro de Animação Termina com Miniexperimento

Publicado em: 25/04/2013

A sala estava em polvorosa. Mesas, cadeiras, tecidos, papelão, fios, e outros materiais barravam os passos de quem caminhava (ou tentava caminhar) pelo espaço. Mas, incrivelmente, em instantes, tudo aquilo estaria organizado e pronto para receber o público. Risos e aplausos iriam encerrar o último dia do curso de Teatro de Animação, promovido pelo departamento de Extensão Cultural da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco.

 

Desde 25 de fevereiro, a turma se debruçou sobre ensinos teóricos e práticos do Teatro de Animação. “Criei um tripé de estudos que compunha a parte teórica, os exercícios práticos e a construção em torno dos conceitos”, explicou a orientadora, Lilian Guerra.

 

A atriz, diretora e pesquisadora é uma das fundadoras do Núcleo Trecos e Cacarecos, da Cooperativa Paulista de Teatro (CPT). O foco do seu trabalho foi experimentar a união do ator, do narrador e do boneco. “Dei bastante liberdade para que levantassem questões mais do que respostas. O que eles vão apresentar aqui é resultado de pesquisa, ainda inacabada, mas um tanto interessante”, completou.

 

Técnica de Manipulação Direta dá vida a dois velhinhos cegos peregrinando à procura da cidade (Foto: Arquivo SP Escola de Teatro)

 

E, dividida em grupos, a turma abriu a sala do 4º andar da Sede Roosevelt da Escola para que o público pudesse contemplar suas explorações. Dentre elas, a manipulação direta, em que o manipulador controla os movimentos de bonecos e outros objetos. O grupo de Victor de Almeida narrou a lenda da deusa das águas do povo inuíte (esquimós). A apresentação trouxe experimentos com luz e sombra, música e também manipulação direta de um boneco-inuíte. “Esse curso nos provocou bastante. A Lilian compartilhou elementos e linguagens para que a gente se lançasse no Teatro de Animação. Também tivemos muita liberdade para propor e sugerir cenas. E, acima de tudo, foi muito divertido”, explicou Victor.

 

Marina Franco, integrante de outro grupo, ressaltou a contribuição do curso para sua formação como atriz. “Eu não imaginava a infinidade de técnicas no Teatro de Animação. São infinitas as possibilidades. Eu faço teatro infantil e já estou incorporando boa parte do que aprendi aqui”, disse.

 

Texto: Leandro Nunes

 

Relacionadas:

Uncategorised | 16/ 12/ 2021

16 de dezembro é dia do Teatro Amador: Conheça mais sobre essa importante prática cultural brasileira!

SAIBA MAIS

Notícias | 03/ 11/ 2021

Danilo Dal Lago, artista egresso da SP, estreia peça que contrapõe escritor periférico e mercado editorial

SAIBA MAIS

Notícias | 28/ 10/ 2021

Maria Bonomi inaugura obra no Memorial da América Latina que homenageia vítimas da pandemia

SAIBA MAIS