EN | ES

Confira como foi a oficina de Hip Hop oferecida por estudantes da SP Escola de Teatro na Fundação Casa do Brás

Publicado em: 20/07/2022 |

Na última semana, a SP Escola de Teatro realizou uma ação cultural na Fundação Casa do Brás, foi oferecida uma oficina de Hip Hop por estudantes bolsistas do Programa Oportunidades da SP. Dentre outros objetivos, a iniciativa buscou expandir os horizontes e mostrar novas possibilidades dentro do universo artístico e cultural para os jovens que cumprem medida socioeducativa de internação na instituição.

2ª edição da Mostra Solo Mulheres recebe espetáculos de artistas egressas da SP no Teatro de Contêiner

Os estudantes Manuel Victor e Marcos Vinicios ministraram aulas com o tema Vivência em Hip Hop – Breaking e contexto. Os jovens ficaram empolgados para aprender e o evento foi uma experiência especial, pois fomentou neles um interesse pelo meio cultural. Na próxima semana será oferecida uma oficina de circo, que está sendo organizada pelos aprendizes Isabela Picolotte e Danilo Tenucci.

As oficinas fazem parte de uma série de ações que, em 2022, a SP está realizando em prol do diálogo com o espaço cultural de seu entorno. Nesse contexto, foi pensando em incentivar uma interlocução artística com a região do Brás, que a Biblioteca e o Programa Oportunidades decidiram criar essa contrapartida com os estudantes bolsistas da ação cidadã. Um dos objetivos da iniciativa também foi de aproximar os aprendizes de praças, avenidas, transeuntes e ambientes públicos. Outro projeto que será realizado também este mês e em parceria com o Cine Satyros Bijou é a exibição do filme Medida Provisória para 75 jovens da Fundação.

SP Escola de Teatro divulga convocação de suplentes; matrícula começa na quarta (20)

Para João Martins, analista de projetos do programa, a ação é muito significativa e implica em se aproximar do território, difundir e despertar o lado artístico dos jovens:

“Arte e cultura são mecanismos de mudança das pessoas, principalmente, no caso de jovens em situação de vulnerabilidade, que é o perfil de muitos dos moços que vivem na Fundação. Nesse contexto, a arte e a cultura têm um papel fundamental de transformação, tanto nos horizontes de trabalho, quanto de humanização, por isso é interessante que somemos com o trabalho da Fundação por meio das oficinas. A expectativa que temos é que essas ações sejam uma porta de entrada para pensarmos parcerias maiores no próximo semestre.” Pontua João, em depoimento a comunicação da SP.

Após temporada de sucesso, espetáculo Sapathos volta aos palcos da sede Roosevelt para 4 apresentações especiais




Relacionadas:

Notícias | 18/ 06/ 2024

Confira como foram as apresentações do segundo dia do Cena Única na SP Escola de Teatro

SAIBA MAIS

Notícias | 18/ 06/ 2024

Dra. Isildinha Baptista Nogueira recebe estudantes no Escuta SP

SAIBA MAIS

Notícias | 17/ 06/ 2024

“Subterrânea: uma fábula grotesca”, de Juliana Birchal, reflete sobre as funções da mulher em uma sociedade conservadora

SAIBA MAIS