Click! | Hahaha!!!

Publicado em: 17/12/2014

(Foto: André Stefano)

 

No dia 7 de dezembro de 2013, os aprendizes do módulo Amarelo da SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco compartilharam com o público, pela terceira e última vez, seus Experimentos.

 

O módulo Amarelo de 2013 teve como eixo temático a narratividade e, como operador – ou seja, o modo por meio do qual as técnicas e conteúdos são trabalhados, sendo geralmente um pensador –, o antropólogo Eduardo Viveiros de Castro; o material de trabalho é composto pelo cartunista Laerte Coutinho e pela peça japonesa “Hagoromo”, atribuída a Motokiyo Zeami, e, finalmente, o pedagogo que serve de referência para os estudos é a companhia Ishin Há.

 

A diretora e pesquisadora Beth Lopes acompanhou as aberturas de sala e escreveu: “No caso específico deste módulo, o debate gira em torno de um tema complexo que envolve a questão de gêneros, partindo da concretude das ações vitais de Laerte que, ao se vestir e andar como mulher, coloca em jogo não apenas a discussão sobre a sexualidade, mas a própria liberdade de expressão. Assim, com essa proposta, além de desencadear variados procedimentos expressivos e poéticos, deve ‘flechar’ os jovens artistas, criando possibilidades de pensar a vida na mesma esteira do teatro, e em específico, pensar e refletir sobre as relações de poder que envolvem o debate sobre os transgêneros. Para mim, este é o ponto. O artista precisa compreender a questão não apenas do ponto de vista estético, ao contrário, passa pela incorporação vital da problemática. Entender o que significam estes modelos sociais enrijecidos que produzem os tabus, preconceitos e violência e profaná-los, como diz Giorgio Agamben, restituindo ao teatro o que lhe é peculiar. Posso dizer então que, em minha opinião, este teatro joga com a teatralidade (teatro na vida) permeada pela performatividade (vida no teatro).”

 

A Click! desta semana revive este momento, com uma foto do núcleo 7 feita por André Stefano. Nela, o humor ganha forma tanto nos corpos dos atores quanto no cenário, que escancara os risos das personagens.

Relacionadas:

Click! | 15/ 07/ 2015

Click | Movimento na SP Escola de Teatro

SAIBA MAIS

Click! | 17/ 06/ 2015

Click | Experimento Verde

SAIBA MAIS

Click! | 21/ 05/ 2015

Click! | Uma conversa com Raquel Rolnik

SAIBA MAIS