Os Satyros estreia peça sobre futuro distópico em que não há natureza e as redes sociais dominam o mundo

Publicado em: 08/02/2021

Fabio Penna e Nicole Puzzi/ Crédito da foto: André Stefano

A Cia. de Teatro estreia no próximo dia 19 de fevereiro seu novo espetáculo, As Mariposas.

A peça se passa em um futuro distópico em 2121 em que a vida está completamente diferente.

Não há mais flores ou animais na natureza, as pessoas convivem diariamente com as pestes e as crianças são majoritariamente geradas através de fecundação in vitro.

Além disso,  são as redes sociais que ditam as regras da sociedade e que comandam as interações entre as pessoas, que são reproduzidas por avatares.

O chefe da sociedade é um presidente totalitário que tem 87 filhos e eles têm o controle de um escritório secreto que armazena, em múltiplas gavetas, as memórias individuais e coletivas dos humanos.

A dramaturgia de Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez é inspirada no uso irresponsável das ferramentas virtuais e a destruição do meio ambiente, duas tristes realidades cada vez mais comuns no cenário atual.

3 peças da Cia. Os Satyros são indicadas a prêmio internacional em Los Angeles

“AS MARIPOSAS fala de um mundo distópico. Vivemos num tempo em que não se precisa mais de uma bola de cristal para imaginar o que vai acontecer com o planeta, por que o mundo já está devastado, já está irrespirável. É quase ingenuidade, porque estamos vivendo tudo isso hoje. Os corpos estão se decompondo em praça pública, isso é a realidade de 2021. AS MARIPOSAS é um alerta para a humanização do planeta, para percebermos que, apesar de tudo, ainda temos ar, rio, árvore. E que meio ambiente não é só falar de floresta, de rios – é falar de relações, é falar em modo sistêmico. Se não conseguimos mais falar em modo sistêmico, em compor e desenhar relações, o que vai acontecer conosco?”, questiona Ivam.

Ivam Cabral e SP Escola de Teatro são destaques no Fantástico da TV Globo

A produção é dirigido por Vázquez e o elenco é composto por atores veteranos da cia: Diego Ribeiro, Eduardo Chagas, Fabio Penna, Gustavo Ferreira, Henrique Mello, Ivam Cabral, Ju Alonso, Julia Bobrow, Nicole Puzzi, Marcia Daylin, Mariana França, Sabrina Denobile e Silvio Eduardo.

A montagem é a terceira parte de uma trilogia que reflete sobre os tempos que vivemos, batizada de “Trilogia Distópica”. A primeira foi “A Arte de Encarar o Medo” e a segunda foi “Novos Normais – sobre sexo e outros desejos pandêmicos”.

Devido à pandemia de Covid-19, As Mariposas inicia a temporada totalmente em formato digital, com ingressos disponíveis na plataforma Sympla do grupo.

FICHA TÉCNICA

Texto: Ivam Cabral e Rodolfo García Vázquez
Direção: Rodolfo García Vázquez

Figurino e Design de Aparência: Adriana Vaz
Assistência de Figurino e Design de Aparência: Letícia Gomide
Cenografia e Direção de Arte: Adriana Vaz e Thiago Capella
Iluminação: Rodolfo García Vázquez
Fotos: Andre Stefano
Produção: Os Satyros

Estreia digital: 19 de fevereiro (6ªf), às 21h
Horários: 5ª a sábado às 21h e domingo às 18h

Ingressos: R$10,00 e gratuito

Temporada: até 25 de abril

Henrique Mello e Julia Bobrow Foto por Andre Stefano

Mariana França Foto por Andre Stefano

Ivam Cabral e Diego Ribeiro Foto por Andre Stefano




Relacionadas:

Notícias | 25/ 10/ 2021

Conheça o ID Jovem: projeto que permite a jovens de baixa renda viagens gratuitas pelo Brasil

SAIBA MAIS

Notícias | 25/ 10/ 2021

O que é adaptação?

SAIBA MAIS

Notícias | 23/ 10/ 2021

Cinemateca Brasileira 75 anos: Importância histórica é tema de vídeo da SP Escola de Teatro, Adaap e Apaci com narração de Nicole Puzzi

SAIBA MAIS