Chá e Cadernos | Cem ponto zero!

Publicado em: 21/03/2017

 

A sessão Papo com Paroni passa a se chamar Chá e Cadernos, o projeto de produção de cultural de conversações e artigos a tema elaborado por Paroni, na Biblioteca da Escola. Os artigos passarão a ser numerados a partir do número 100.0 – dado que essa produção cultural atinge hoje o volume 100.
  
Proponho lê-los em ordem aleatória e descontraída, como se saboreia um chá em boa companhia. Um território informal de reflexão propício para pensar a própria arte. Serve para o tráfico de conhecimento e o aprendizado do “aparentemente proibido”. 
 
A cultura teatral renovada está historicamente ligada aos territórios de troca de informação como chás, cafés e boca a boca – nos quais se faz as contas com a própria personalidade artística. Situa-se, quase sempre, fora do âmbito hierárquico: é o espaço onde as pessoas falam sobre a vida comum.
 
Amo conversar num âmbito menos hierárquico. Eu mesmo vivi isso na biblioteca da escola Paolo Grassi (Piccolo Teatro de Milão) como o catalisador essencial do aprendizado. Kantor me dizia para sempre incentivar o ‘contrabando’ ao ensinar. Não costumo transmitir isso em sala de aula, por conta do necessário respeito pedagógico. Nem posso, pela natureza do ensino técnico teatral, o qual requer disciplina organizativa.
 

Relacionadas:

Uncategorised | 01/ 10/ 2021

Rodrigo Alcântara promove nova edição do espetáculo de dança AVOAPÉ, neste fim de semana

SAIBA MAIS

Uncategorised | 01/ 10/ 2021

Festival Satyricine Bijou anuncia vencedores da mostra competitiva e homenageia a atriz e cineasta Helena Ignez

SAIBA MAIS

Uncategorised | 01/ 10/ 2021

Ingrid Koudela: “O teatro vem cumprindo esta tarefa de resiliência e acompanhando os desafios atuais”

SAIBA MAIS