Carolina Splendore é a próxima convidada do Bate-Papo Online

Publicado em: 06/05/2015

A atriz Carolina Splendore é a convidade para o Bate-Papo Online promovido pela SP Escola de Teatro – Centro de Formação das Artes do Palco nesta quinta-feira (7), das 16h às 17h, aqui no portal.
 
Na conversa, ela falará sobre o processo de criação de “Why The Horse?”, de Fabio Furtado, espetáculo que começou com uma Residência na SP Escola de Teatro e cujo elenco ela faz parte, ao lado de Maria Alice Vergueiro – que também dirige a peça –, Luciano Chirolli, Alexandre Magno e Robson Catalunha.
 
Participar do encontro virtual é muito simples: basta acessar www.spescoladeteatro.org.br na data e horário marcados.
 
Carolina Splendore e Maria Alice Vergueiro (Foto: Fabio Furtado)
 
Sobre o participante
Atriz formada pela Escola Livre de Teatro (ELT) e estudante de Filosofia (FFLCH/USP). Foi coordenadora cultural e curadora teatral na Casa das Rosas – Espaço Haroldo de Campos de Poesia e Literatura de 2005 a 2008; atuou em mais de uma dezena de espetáculos teatrais, entre eles: Luz nas Trevas, de Bertold Brecht, Direção: Mariana Senne e Luis Mármora (2007); Poetas em Cena, Direção: Helder Mariani e Denise Weinberg (2008); Como Contar Carneirinhos…, de Marcelino Freire, Direção: Antônio Rogério Toscano (2008); Devoração da Cobaia -Woyzeck- um Experimento-Máquina, adaptação coletiva ao texto Woyzeck, de Georg Büchner, e Zé, de Fernando Marques, Direção: Antônio Rogério Toscano (2009); PopolVuh- Primeiros Cantos da Escrita do Deus, criação coletiva a partir do texto PopolVuh, cosmogonia maia-quiché da Guatemala. Direção: Antônio Rogério Toscano. (2010) Os Leques Trocados, de YukioMishima, Direção: Daniela Stirbulov e orientação de Marcos Bulhões (2010);  Ópera Orfeu e Eurídice, de Christoph Wilibald Gluck. Maestro: Nicolau de Figueiredo. Direção: Antonio Araújo. Coreografia: Alejandro Ahmed (2012); Hotel Trombose, de Felipe Valério, Direção: Fernando Gimenes. 
 
Com este espetáculo da Cia do Mofo, que é membro e fundadora, realizou turnê -Circulação PROAC, Circuito TUSP e principais festivais teatrais do país, um deles rendendo-lhe o Prêmio Melhor Atriz (Festival Nacional de Teatro do Kaos, 2013). Com a Cia do Mofo estreou, em março, o espetáculo Mamute, de Dione Carlos. 
 
No cinema atuou nos curtas-metragens Ofélia, de Ariel Bravo, Cantante, de Bruna Lessa, Urban Mad, de Martin Toro e no média-metragem Testamento, de Gilberto Nascimento. Na televisão atuou nos 13 episódios da série Vida de Estagiário, direção de Vitor Brandt e Pedro Arantes, atualmente em exibição no canal Warner Channel Brasil, e no piloto da série Sexo é uma Delícia, com direção de John Porciuncula e roteiro de Ingrid Zavarezzi. É membro do Grupo Pândega de Teatro e fez assistência de direção para o premiado espetáculo As Três Velhas (Prêmios Shell 2010 Paladino do Teatro experimental brasileiro para Maria Alice Vergueiro; Shell 2010 Melhor Ator para Luciano Chirolli e CPTA 2010 Melhor Elenco; além de diversas outras indicações) tendo participado de diversos festivais nacionais e internacionais. Atualmente realiza residência artística na SP Escola de Teatro, e atua, ao lado de Maria Alice Vergueiro e Luciano Chiroli no espetáculo Why the Horse?, em cartaz no Sesc Santana.

Relacionadas:

Notícias | 03/ 11/ 2021

Danilo Dal Lago, artista egresso da SP, estreia peça que contrapõe escritor periférico e mercado editorial

SAIBA MAIS

Notícias | 28/ 10/ 2021

Maria Bonomi inaugura obra no Memorial da América Latina que homenageia vítimas da pandemia

SAIBA MAIS

Uncategorised | 01/ 10/ 2021

Festival Satyricine Bijou anuncia vencedores da mostra competitiva e homenageia a atriz e cineasta Helena Ignez

SAIBA MAIS